segunda-feira, 31 de maio de 2010

Tarifário

Sou Vodafone e preciso mudar de tarifário urgentemente para um mais em conta. Qual é o vosso?
Obrigada.

Já?

Certas e determinadas pessoas estão me sempre a perguntar “O Francisco já tem dentes?”, “já se senta?”, “já come com pauzinhos chineses?”, “já fala?”, “já coça a micose?”, já, já, já, já… E depois quando já come com pauzinhos chineses, vem logo a pergunta seguinte “e já faz sushi?”. Ainda não? Ui que isto é caso para ficar três noites sem dormir… a mãe claro. Mãe que é mãe tem que estar sempre preocupada, e se não tiver nada que a preocupe. Invente! E se não conseguir estar stressada porque sim, só pode ser incompetente. Só pode ser má mãe. Já não se fazem mães como antigamente.

Convém não confundir com as normais perguntas de curiosidade de pessoas que querem acompanhar o crescimento do Francisco. É completamente diferente.

Fica aqui assente que assim que o Francisco souber fazer sushi temos jantarada lá em casa. Combinado? Agora ainda me está a ensinar a comer com pauzinhos!

Pesadelo americano

Nem Dora, A Exploradora escapa… Foi vítima de violência doméstica? foi assaltada? perguntou o que não devia? Dora, A Exploradora é patroa e um dos seus empregados despediu-se? Não. Nada disso. A nossa amiga Dora como tem um tom de pele mais escuro, e por coincidência mora no Arizona, Estados Unidos, ao abrigo da nova lei, poderá ser interpelada pelos agentes de autoridade para verificarem se é imigrante ilegal.

Nota: “A controversa lei do Arizona exige que as autoridades questionem as pessoas sobre a situação de imigração de qualquer pessoa, caso haja motivos para suspeitar que estão no país ilegalmente. Os críticos consideram que esta lei incentiva a discriminação racial.” no I.

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Moby Dick

Voltei a andar de transportes públicos quatro anos depois…e o lado positivo é que tenho tempo para pôr a leitura em dia! Decidi começar a ler clássicos, o primeiro na calha é “Moby Dick”. E o senhor Melville para dizer que se sentou num banco demora algum tempo e enrola um bocadinho. E apesar de muita conversa e nenhuma acção estou a gostar.

É assim que se engata e é assim que se põe na ordem

Ontem ao passar por uma turma de criançolas que iam a caminho do parque (todos de mãos dadas, todos de bibe e todos de chapéu) eles metem-se comigo e dizem “olá menina”. E eu olho para trás e digo “olá”. E um pequeno jovem aproveitando a oportunidade pergunta “Queres casar comigo?”. A educadora que não achou graça ao atrevimento disse ao rapazinho “estás a ver aquele contentor? Se continuas com gracinhas ponho-te lá dentro”.
E o meu noivo recuou no pedido. Homens! São todos iguais!

Conselho de amigo

Sai sempre mais barato comprar numa Parafarmácia do que numa Farmácia.
Exemplo: Leite em pó S26 2 na farmácia 19,50€. Na parafarmácia 17€!
E quase 7 meses depois descubro esta informação tão preciosa!

Novidades dos desconhecidos

A filha da minha vizinha do 3º andar já teve o bebé. E?
E fui eu oferecer uns sapatinhos à criança quando teria com toda a certeza brilhado se tivesse oferecido uma pasta Colgate e uma escovinha. E perguntam vocês e porquê? Ora porque a criança nasceu com dois dentes!

Alguém se oferece para amamentar? Anyone? A única que pessoa que está a amamentar neste momento deveria chegar-se à frente… Como é que é C? Ou então a eterna veterana I.?

Acrescento ainda que foi um grande reboliço no hospital onde a criança nasceu, porque médicos e enfermeiras foram em romaria ver tal raridade.

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Os anúncios da Nike são sempre muito criativos...

Os brinquedos que o F. ofereceu ao F.

O primeiro álbum de fotografias do Francisco, este é só dele, que pode enfiar na boca sem se magoar, e saborear toda a família. Se bem que sabe tudo ao mesmo…



Bom para atirar à cara (coisa que o Francisco ultimamente gosta de fazer com os brinquedos) e para olhar ao espelho (coisa que lhe dá para rir).



E por fim: Eu chamo a este brinquedo “levo os meus amigos estranhos para todo o lado”. Tem velcro e dá para agarrar na cadeirinha, no carrinho, no parque…
De cada vez que se dá um safanão num boneco específico, ouvimos uma música maluca.




Cerelac

Era só para acrescentar que com a vinda do Papa a Portugal, na Av. Luís Bívar arranjaram as copas das árvores, pintaram a Nunciatura, havia sempre polícia na rua. Estava tudo impecável. Diz que até havia polícias à paisana há meses junto à Casinha de Bento para controlar as rotinas do bairro.
Eu fotografei o Papa, a sua comitiva, o Papamóvel, as visitas, os bastidores, os jornalistas em momentos relax e os fãs. Estão todos dentro da minha Nikon, achei que o Francisco estava a precisar de companhia. Sim, porque desde 29 de Outubro não fotografamos mais nada.

Venha o diabo e escolha

É impressão minha ou o Nicolau Breyner está em todo o lado? Até aqui!
Nunca percebi o fascínio. Acho que é um actor que é sempre igual em tudo o que representa, é a versão masculina da actriz Rita Salema. Esta é outra que é só actriz de nome. É sempre a mesma coisa quer esteja a fazer de velha alentejana ou tia rica. Só muda a caracterização.

Tive que contar até 1000 para escrever este post

Já repararam que agora todas as notícias/ reportagens da televisão portuguesa terminam sempre com “e no Facebook já foi criado um grupo X, Y, Z a dizer que são contra/ a favor” o tema em questão. A falta de originalidade já cansa. Quando vejo que uma notícia está prestes a terminar, começo a ficar com nervoso miudinho só de pensar como é que vai ser concluída. Estou a começar a ficar alérgica à porcaria do Facebook…

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Comentário do Pedro que merece virar post! (ver post sobre a professora)

Já enjoa esta mania de termos de ser "open minded" em relação a tudo e mais alguma coisa.

Rodeado de pessoas que disseram "qual é o mal?", "pior são aqueles professores que nem ensinar sabem" ou ainda "muito piores são os pais que arreiam nos filhos e ainda dizem que isto é uma imoralidade" estou eu diariamente.

Portanto, a tese é basicamente esta: quando existem cenários ainda piores em barda, quem critica este é porque é hipócrita.

Pergunta: já viram a totalidade das fotos, em todo o seu explendor (e não é pouco) na famigerada revista?

Acho fantástico perguntarem, como li num artigo qualquer, "alguem se preocupou em saber se ela é boa professora?". Então, não denotará uma falta de descernimento e bom senso preocupante uma pessoa que opta por levar avante uma opção pessoal muito questionável sem sequer ter em consideração o impacto que tal opção pode ter nos seus próprios alunos?

Ou então, será que ela perguntou aos meninos e meninas de cinco anos "olhem lá, meus queridos, importantm-se que mostre os meus monumentais atributos a todos os esfomeados deste país e arredores"?

Se a senhora tem direito, tem, se cometeu um crime não, se é boa como o milho, é sim senhora... mas não a gostaria de ver a ensinar o abcedário a um filho meu...

Se calhar, nós é que vemos sempre o mal onde ele não existe. Parece que este número até tinha uma excelente entrevista ao Nicolau Bryner... Já estou mais sossegado...

Ele há que ter muita paxorra para os libertatários do regime... Francisco Louçã a cardeal...

Raquel, nome de código, PULGÃO!

Afinal o F. foi a Espanha sim senhora mas voltou no mesmo dia! E assim ainda deu para jantarmos juntos. O pai veio cheio de presentes para a criança e eu tive direito a uns chocolatinhos. Sim, ele só esteve fora um dia mas quando viaja as saudades dão-lhe para comprar presentes. Antes era eu que tinha direito a quilos de presentes, agora só tenho direito a chocolates, e já vais com sorte. Mesmo no dia 20.
Na cadeia familiar (alimentar) passei de coruja-do-celeiro a pulgão! Isto agora é sempre a descer…

Testado e comprovado

Aprendi que… mesmo quando estou com a corda no pescoço devo fazer-me de difícil.

quinta-feira, 20 de maio de 2010

20 de Maio

Sim, vocês sabem, é hoje.
E é o único dia do ano de 2010 (so far) que o F. passa a fronteira e dorme em Espanha… Com tantos dias no calendário! E eu que estava a pensar raptá-lo da Feira por uma hora e levá-lo a jantar a um dos seus restaurantes favoritos.
Naquela frase típica “ah a probabilidade é de um no milhão” adivinhem quem é o 1?

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Liberdade e suas consequências

Se a professora do meu filho posasse para a Playboy ficaria preocupada com os valores da escola que a senhora representa. E muito provavelmente mudaria o Francisco de turma.
Que a tal Bruna tem todo o direito de se despir, tem sim senhora, mas quando se escolhe determinadas profissões isso acarreta certas consequências. Um professor, para mim, é um exemplo a seguir, e uma professora que mostra as maminhas em todos os quiosques do país deixa muito a desejar…
Já imaginaram os alunos da escola a debater as partes íntimas da professora durante o intervalo?
Vocês estão a imaginar a vossa professora da 4ª Classe em poses eróticas numa revista de homens?

Nota: Por 700 euros (o cachet) a senhora no próximo ano não vê o seu contrato renovado e actualmente está a trabalhar no arquivo.

segunda-feira, 17 de maio de 2010

As últimas aventuras com o F. pequenino ou “Eu é que sou a mãe do Presidente!”

Na sexta à tarde foi dia de ir às compras com a Tia M. e Henrique. Dentro da Zara, quase nos confins da loja, secção de criança, portanto, o Francisco dentro do seu ovinho decide dar um berro. Nesse momento, estava a passar uma cliente com uma peça de roupa na mão que exclama: “Ai que susto! Pensei que fosse o alarme!”.
A minha expressão facial foi qualquer coisa do género “esta mulher só pode ser estúpida…”. A mulher depois pediu desculpa (?) e quis ir ver o meu “sistema anti-roubo” de perto.

Noutra loja, agora na fila da caixa, o Francisco dá novamente um berro, a senhora atrás de mim diz: “Ah! Fera!”. Com um tom que parecia que ia pegar um toiro!

No sábado, na Feira do Livro, o Francisco está ao colo de uma colega do F., dentro de um pavilhão da Editora. Passa um senhor, que do nada vira-se e diz: “Esse bebé daqui a 40 anos vai ser Presidente da República”. E acrescenta, “Com esse olhar não engana, pode ter a certeza do que lhe estou a dizer. Daqui a 40 anos vai ser Presidente!”.

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Não percebo…

Porque é que os velhinhos em geral gostam de parar à frente da passadeira… mas nunca é para passar.

Porque é que nos filmes e telenovelas as malas que as personagens femininas carregam estão sempre vazias.

Adoro fotos a preto e branco

E é só mesmo por isso que publico esta imagem. Hoje faz de conta que este blog é o "Alfaiate lisboeta" mas sem o pormenor da roupa.


quarta-feira, 12 de maio de 2010

A Ágata tem dois amores

Lá por casa a nossa vida desde que a Feira do Livro começou é mais ou menos assim… quando o F. chega, quase à meia-noite, eu estou ferrada a dormir no sofá à “espera dele”. E de manhã, quando eu saio, está ele a dormir.
Portanto nos dias que correm ando a viver a vida de mãe solteira… Para além da falta de graça que é, tenho que me dividir, (ao contrário do Marco Paulo) ou escolho almoçar com o F. e fico menos tempo com o Francisco, ou não ponho a vista em cima do pai e fico mais tempo com o filho. Ás vezes gostava de me dividir em duas ou três…

terça-feira, 11 de maio de 2010

Na rua II

Se há coisa que me chateia é... que me digam que sou parecida com a Anabela. Como a cantora não tem aparecido muito na televisão, a opinião pública acalmou.

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Na rua

Estava eu no multibanco, com o Francisco ao colo e um homem passa por mim e dá-me um beliscão na cintura. Eu olho para o lado e ele pergunta: “Então Nélita tás boa?”.
Ao que eu respondo “deve estar enganado”… O rapaz fixou o olhar e pediu desculpas pelo lapso. E saiu de fininho a dizer “que barraca”….
O beliscão já ninguém me tira… Adiante.

Estou a ver que voltou outra vez a maluqueira das sósias e parece que já tiveram filhos e tudo, para tornar a coisa mas fidedigna. Isto é também um sinal que já estou com cabelo de gente… Que comece mais uma temporada das sósias!

Credibilidade

Na Feira do Livro um cliente queria um livro específico que esteve esgotado durante anos. O F. explicou que tinha acabado de ser reeditado e que chegaria no dia seguinte. O cliente queria o livro nesse dia porque ia para os Açores. Queria mesmo muito. Já estava a dizer que ia ao armazém buscar… um filme. O F. a contar-me esta história indignado porque o cliente só lhe dizia que ele estava a mentir, e que não acreditava em nada do que lhe estava a dizer.
Pausa.
E eu disse ao F. “Já reparaste na T-shirt que trazes vestida hoje?”
A T-shirt tinha a seguinte frase impressa “Digo sempre a verdade mesmo quando estou a mentir”.
A minha argumentação acaba aqui.

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Estou tentada…

a ligar para a empresa Homeorganizers.pt. Já não aguento não encontrar nada dentro do meu armário! E como o próprio nome indica, esta marca portuguesa é especialista em arrumação.

Algumas dicas das especialistas publicadas em inúmeros artigos na nossa imprensa:

• Comprar sacos de vácuo para guardar roupa volumosa (ex: mantas, edredões e camisolas ficam reduzidos a centímetros)
• Ter luz dentro do roupeiro
• Pendurar cintos
• Se tem falta de espaço, guarde os sapatos em sacos e não em caixas
• Pendurar lenços num cabide
• Agrupar a roupa segundo tipo (tops, camisas, saias) e por estilo (profissional, fim-de-semana, festas)

Surpresa boa é…

ter o marido à nossa espera à porta do emprego.

Desisto

Adorava ser Super-Mulher mas a minha capa está sempre a prender na porta do metro…

terça-feira, 4 de maio de 2010

No domingo…

Tive um ataque de saudades do F. grande e lá fui eu até à Feira do Livro. Outra vez.
A pressa foi tanta que deixei a chave do carro na fechadura. Fui à minha vida, tirei fotos, estive na conversa, lanchei… Tudo com muita calma. Quando chegou a hora de ir embora dei por falta da chave, que costuma estar ao pescoço. Procurei em todo o lado e nada. Fiz o caminho todo ao contrário a olhar para o chão. Cheguei ao carro, e lá estava a chave à minha espera ao relento, com a fita a voar ao sabor do vento. Esta foi poética!

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Guess what…

Agora que já não estou grávida (caso não tenham reparado), e que já não estou a amamentar (dia 30 de Abril foi o último dia) é tempo de comer e beber todo o tipo de porcarias. E em dois dias deu-me para uma overdose de chocolate, gomas e outros "alimentos" que tais. É fácil adivinhar o fim desta estória… uma indisposição jeitosa. E não tomei nada porque me esqueci que já podia voltar a tomar medicamentos.

A versão original (o dueto óbvio)

Manga? Passa a outro e não ao mesmo

Confirma-se, o Francisco é mesmo meu filho. Provou manga e detestou. Detestou foi pouco… teve vómitos. Testes de ADN para quê? Adulto complica.
O pai que não acreditou em mim, no dia seguinte apresentou-lhe uma colher com a dita fruta, a achar que com ele seria diferente, sim, porque o F. em caixa alta é especial de corrida… mas não funcionou.

domingo, 2 de maio de 2010

Dueto improvável

Sábado à noite (versão clean)

No sábado à noite a criança cá de casa trocou uns sons com o Henrique, seis trintonas tiveram aulas de maquilhagem com a S., o N. assustou três das cinco crianças presentes com um leão a pilhas e a I. tocou os Parabéns num órgão com microfone incorporado. Uma pérola.