sábado, 31 de março de 2012

Pontualidade britânica

Também não tive sorte com as enfermeiras que me receberam no bloco de partos (a experiência estava a revelar-se literalmente oposta ao que tinha sido o nascimento do Francisco no mesmo hospital). As enfermeiras não estavam a acreditar nas minhas dores, achavam que eu estava a exagerar. Senti as dores todas até aos 10 dedos de dilatação. A dor tomou conta do meu corpo, contorcia-me toda. Implorei pela epidural.
A epidural só começou a fazer efeito quando fui para a sala de partos. Já na sala de partos o F. apareceu com a bata por cima do blusão (!?). Estava muito cómico.
Fiz bem a força para a Benedita sair, mas ela era tão grande (3.750kg e 52,5cm) que tiveram que usar fórceps. E mais uma vez o F. não pôde assistir ao parto. A minha sorte começou a mudar, e as médicas que me fizeram o parto foram fantásticas, super queridas e atenciosas.
Às 7 da manhã em ponto nasceu a Benedita e colocaram-na em cima de mim. Desfiz-me em lágrimas.

Não é como nos filmes

Às 4 e tal da manhã rebentaram-me as águas. Mas o começo foi discreto, fiquei na dúvida. Disse ao F. que também achou que ainda não era a altura. Continuava a perder água. Agarrámos no portátil e fizemos pesquisa na net sobre o assunto. Continuei a perder água. Disse ao F. que não ia ficar descansada e sugeri passarmos no Hospital de Cascais só para tirarmos as dúvidas…
Vesti-me para darmos um saltinho rápido até ao hospital. E assim que estou pronta para sair fico com as calças completamente molhadas.
Ok estava decidido, íamos para o Hospital de Santa Maria, onde queríamos que a Benedita nascesse. Mudei de roupa. Levei uma toalha turca emprestada do hotel. No caminho fomos a ouvir Florence and the machine. Comecei a ter contracções. Continuava a perder água.
De Cascais a Lisboa chegámos ao hospital no tempo record de duas músicas. Entrei nas urgências pelo próprio pé, a pingar água para dentro das botas. Muito agradável.
Não se via vivalma nas urgências e o segurança disse-me para esperar. E obviamente que não esperei. Comecei a espreitar para dentro das várias salas à procura de alguém. Encontrei uma auxiliar/enfermeira (já não me recordo) e expliquei o sucedido. A médica foi super querida e tentou despachar o meu processo o mais rápido possível para que pudesse ir para o piso dos partos. Já estava com 3 dedos de dilatação. Mas tive o azar de me calhar uma enfermeira (que estar ali ou numa caixa de supermercado era igual) e estava completamente indiferente à minha dor. As contracções aumentavam de intensidade. E a burra da enfermeira a perguntar-me tudo 30 vezes… repeti o número de telemóvel, a morada etc… etc… cheia de dores. Uma idiotice pegada.
Com o processo pronto, e vestida a rigor com dress code do hospital, a auxiliar levou-me de cadeira de rodas para o piso dos partos. E o F. acompanhou-me. As enfermeiras informaram o F que ainda faltava 30 a 45 minutos para o bebé nascer e ele foi a nossa casa buscar as malas para a maternidade.

sexta-feira, 30 de março de 2012

O início

No sábado dia 24 de Março, deixámos o Francisco nos avós paternos, e decidimos passar um fim-de-semana só os dois num hotel em Cascais. O objectivo era descansar e despedir da barriga, já que (supostamente) ainda faltava uma semana para a Benedita nascer.

Andámos na boa vida: almoçar e jantar fora, Santini, “Prova dos 5” no Gordinni, descansar a ver o mar (enterrada em almofadas gigantes), uma visita à Casa das Histórias da Paula Rêgo (o segurança deu-nos as boas vindas mas ainda questionou “aos 3 ou aos 4?”). A conversa dos gémeos começava a ser recorrente…

Por volta das 4 da manhã do dia 25 de Março rebentaram-me as águas.

sexta-feira, 23 de março de 2012

“Say yes to the dress”

É um programa que dá no canal por cabo TLC. E estou completamente viciada.
Retracta o dia-a-dia de uma loja especializada em vestidos de noiva, o que à partida poderá parecer enfadonho mas não é. Nós (os telespectadores) assistimos às reuniões da chefe de vendas com os consultores que acompanham as noivas no périplo pela busca do vestido perfeito (que conversa devem dar, o que podem ou não dizer) e depois assistimos ao momento em que as noivas experimentam vários vestidos e, ouvimos as muitas opiniões de quem as acompanha.
E há de tudo, a mãe que impõe o vestido que quer para a filha (e que é literalmente o oposto), a noiva-insegura que decide levar a família toda para opinar sobre o vestido, a menina-mimada que vai no jacto privado com os pais e a irmã e que acha que a loja fica aberta até à eternidade só para a atender (não ficou), a noiva que leva o noivo para opinar (não era suposto dar azar?) e que como quer um vestido muito caro decide adiar o casamento 6 meses para juntar dinheiro (que absurdo! Digo eu), ou então a noiva que só liga à opinião do pai…

A loja dos vestidos de noiva (e restantes apetrechos) é ultra especializada e tem milhares de vestidos, de muitos preços e marcas, e é rara a noiva que sai de lá sem um vestido.

O que mais gosto deste programa é observar a dinâmica entre a família/ amigos e a noiva e a forma diplomata e subtil como os vendedores (no programa gostam de traduzir para consultores) conseguem levar a venda a bom porto!

Meteorologia da RTP 1

Nunca percebi a forma como a RTP 1 apresenta a meteorologia… sinceramente alguém está interessado em ver imagens de satélite? Alguém sabe o que é um anticiclone? Altas e baixas pressões? Uma depressão que vai influenciar o território de Marrocos e lá para a noitinha a costa portuguesa? Qual é o interesse de ver (por exemplo) a nebulosidade a aproximar-se do continente?

Sejamos práticos o que todos os queremos saber é se vai chover ou nem por isso e, as temperaturas mínimas e máximas. That’s it!

Fica aqui a minha homenagem ao dia mundial da meteorologia…

quinta-feira, 22 de março de 2012

A Benedita não está com pressa II

Nos últimos tempos e porque este sábado já vou para as 39 semanas… há sempre alguém que me telefona, ou deixa mensagem no Facebook, ou manda sms, ou sonhou com a minha filha, ou telefona à minha mãe a saber se a Benedita já nasceu. Não, ainda não nasceu…

A Benedita não está com pressa

Pois é… nesta terça-feira fui ao obstetra e a minha filha está muito bem instalada e sem vontade nenhuma de sair. O médico mandou-me andar como se não houvesse amanhã.
A boa novidade é que só engordei 300 gr (nem queria acreditar!).

Bom só tenho uma certeza… vai nascer na Primavera… agora vamos lá ver se é uma fofinha e nasce a 31 de Março ou se lhe dá para ser do contra e escolhe um dos MUITOS dias proibidos de Abril.

Férias



E desde quarta-feira que estou de férias e tenho andado a pôr a boa vida em dia: almoçar com as amigas nas pizzas do lux, almoçar com o padrinho do Francisco, ir ao parque com o meu filho, ir às compras. Apanhar ar. Muito ar! Vou aproveitar os últimos dias de folga ao máximo!

Desaparecido em combate



E pronto, o chocolate em pó que eu adorava. O único que eu comprava também desapareceu do mercado. Já fui ao continente, Jumbo, pingo doce, minipreço, mercearia local e nada.
Snif…

Se alguém o encontrar pff avise…

domingo, 18 de março de 2012

Finito

Estou a chegar ao meu limite. Está decidido só vou trabalhar até esta terça-feira (dia 20 de Março), depois disso ponho férias. E para celebrar vou ao obstetra, vou à balança, faço um CTG e outras coisas tão boas que nem vou especificar… Ok dou-vos uma pista: conhecem aquela expressão “dá-me um toque?”. Parece que o meu obstetra vai-me ligar…

Filme "Seeking justice"



Vou-vos vender este filme como se ainda trabalhasse na Feira do Livro. Cá vai:

Um casal normal (ele professor, ela violoncelista) é feliz e tudo está bem. Um dia, ela a regressar tarde do trabalho, sozinha a fazer o trajecto até ao estacionamento é agredida, roubada e violada dentro do próprio carro.

Já no hospital, o marido é abordado na sala de espera por um estranho, que pertence a um grupo de pessoas que faz a justiça pelas próprias mãos, e que lhe promete fazer desaparecer o tal violador. No futuro terá de pagar esse favor, fazendo um pequeno recado em prol desta espécie de organização civil.

O professor, interpretado por Nicolas Cage, aceita a ajuda concedida mas depois desse dia a sua vida complica-se muito… E mais não digo!

sábado, 17 de março de 2012

Caiu a moeda

E não sei qual foi o momento click.

Não sei se foi porque ontem a minha mãe “me” deu inúmeros presentes para a Benedita, uma espécie de enxoval, onde quase tudo foi feito pela mesma (uma colcha para o berço, um cueiro, um casaquinho de malha, um conjunto de lençóis com o nome da minha filha bordado (tudo feito de raiz) um lençol de banho bordado e mais umas roupinhas compradas na Benetton. (A ver se publico foto).

Não sei se foi porque tive duas amigas cá em casa a jantar e, levei na cabeça, como gente grande, por ainda subir a Rua de Santo Amaro que vai dar à Estrela com este barrigão, para além de outras conversas relacionadas.

Não sei se é porque tenho um jantar de despedida da minha barriga marcado para hoje.

Não sei se é porque decidi que só vou trabalhar mais dois dias (segunda e terça-feira) porque mais do que isso é desumano.

Não sei se é porque tenho um almoço marcado para a próxima quarta-feira, no mesmo restaurante onde estive um dia antes do Francisco nascer, e com a mesma pessoa. (Só pela piada, e para poder comparar, vou levar a mesma roupa).

Caiu a moeda e já não há volta a dar. Parece que está para breve (hoje faço 38 semanas)…

quinta-feira, 15 de março de 2012

“Amigos coloridos”



Mais um trailer que engana muito. Eu sei que é uma comédia romântica, que não costuma ser um tipo de filme que surpreenda. E apesar de não ter qualquer tipo de expectativas (o que poderia ser uma vantagem) achei este filme mau de mais. As partes mais engraçadas estão no trailer. Mais outra seca de filme. E já não há saco para tanto cliché!

"Games of thrones"



“Games of thrones” é uma série que aconselho vivamente a ver. Passa-se na época medieval e conta a história de sete famílias nobres que lutam pelo controlo de uma terra mítica “Westeros”.

Só para chatear não está a passar nem na tv portuguesa nem na tv por cabo. Vão ter que pedir emprestada ao primo dos EUA. E vale muito a pena.

Bom saber

Eu sei que atraio gente maluca.
Eu sei que os estranhos gostam de meter conversa comigo.
E só porque estou grávida a senhora da caixa do Pingo Doce decide partilhar comigo que está no período fértil e que ela e o marido estão a tentar uma menina… E eu a dispensar os pormenores…

E eu ainda me espanto com estas inconfidências…

A dormir aos bocados

Este final de gravidez não está fácil… mais ou menos dia sim, dia não, acordo pontualmente às 4 da manhã (é o caso de hoje) e fico acordada até às 5/ 6 da manhã. Sem sono nenhum.
E dou por mim a ver documentários na televisão tipo a aquacultura dos camarões no Bangladesh (perdi a vontade de comer marisco nos próximos tempos), as crianças escravizadas no Uganda (façam like na página do FB Invisible Children) ou porcarias como a Moda Lisboa ou o American Next Top Model. Vale tudo e dormir que é bom…nada…

Bem vou continuar a ver o documentário sobre prostituição de luxo e esperar que o tema me dê sono…

domingo, 11 de março de 2012

A rapariga do McDonalds...

pede se me pode fazer uma pergunta.
Digo que sim.

A pergunta: "Está grávida de gémeos?"

Respondo que não (pois claro!) que era só uma menina e que ainda faltava muito para nascer. Acrescentei "só nasce no dia 31 de Março" ainda faltam 3 semanas.

A rapariga ainda rematou "ah... é que tem uma barriga tão grande..."

Vou à minha vida com a encomenda do F. debaixo do braço (devo ser a única pessoa no planeta que não gosta de McDonalds) e ainda tenho direito a um "Felicidades!".

E pelos vistos com uma barriga tão grande, ainda há pessoas que torcem o nariz quando passo à frente. Os portugueses são uns fofinhos.

sexta-feira, 9 de março de 2012

Mimo

Num dia desta semana, o meu filho acordou mais cedo e andava a passear pela casa. Eu que acordo sempre mais tarde que o F. fiquei invariavelmente na ronha deitada na cama. E sou surpreendida pelo Francisco que foi ter comigo ao quarto e, do nada, fez-me uma festinha e deu-me um beijinho à esquimó…
O dia começou muito bem…

quinta-feira, 8 de março de 2012

Pensamento do dia

Os dias estão cada vez maiores... e eu também... (e já vão 14 kg!)

quarta-feira, 7 de março de 2012

Salto no tempo

Às vezes tenho a sensação que vou ficar grávida para sempre e outras vezes parece que só tive tempo para olhar para o teste de gravidez a dizer “positivo” e agora dou por mim com uma barriga enorme. Não tive tempo (é triste mas é verdade) para curtir esta gravidez, para acompanhar o crescimento da Benedita, para ir relembrando os pesos, as medidas, as coisas que ela já ia fazendo… Com tanto trabalho optei por mergulhar nos 1001 projectos e fingir que não via uma barriga a crescer. Agora a poucas semanas de ser mãe ainda não me sinto preparada… porque é que será?

Quanto à primeira sensação “de ficar grávida para sempre” apesar das pessoas que me rodeiam estarem sempre a dizer “está quase” eu não tenho essa sensação. Não sei se é porque tenho um obstetra ultra-relax que marcou o meu 1º CTG para dia 20 de Março (a criança está prevista nascer a 31 de Março), se é porque ainda não tenho o berço (que me vão emprestar) lá em casa. Não sei…Apesar do cansaço crescente queria mesmo que a minha filha nascesse a 31 de Março dava-me mais jeito… vamos lá ver o que é que lhe apetece…

Em sintonia

A caminho do carro o F. desabafa: “Quanto mais o tempo se aproxima, fico cada vez mais nervoso”.

Eu respondo: “Não tens que te preocupar… sou eu que vou ter a Benedita…”

O F.: “Mas eu estava a falar do jogo do Benfica”.

E é isso…

terça-feira, 6 de março de 2012

Brooklyn's finest



Três histórias paralelas: um polícia que está quase a reformar-se, um polícia corrupto e um polícia que trabalha à paisana no meio de um gang. Podia ser um filme com mais acção. O fim dá-lhe uns pontos extra. É um filme que se vê bem num domingo à tarde.

Nota: Este filme já é "antigo", é de 2010. Neste filme é só actores conhecidos: Ethan Hawke, Wesley Snipes, Don Cheadle, Richard Gere e outros que não sei o nome.

Bridesmaisds - A melhor despedida de solteira



O verdadeiro secão de filme. É uma perda de tempo ligar a televisão para ver isto. As partes mais engraçadas aparecem no trailer.
Dentro do género o "Hangover" ou o "American Pie" dão 10 a 0. Nas calmas.
Prefiro ir passar a ferro a voltar a ver este filme! É mau de mais.

The help - As serviçais



Vale a pena ver este filme. É engraçado. De 0 a 5 dou-lhe 3.
A base da história é comum a muitos filmes mas a maneira como está contada e a ideia do livro é original. Gostei.

domingo, 4 de março de 2012

Frigorífico

Não consigo perceber como que é que as pessoas conseguem encher o frigorífico. Apesar de ter um exemplo muito próximo, a minha mãe (só com duas pessoas lá em casa o dito electrodoméstico está sempre a abarrotar) eu por mais que vá às compras, o nosso frigorífico está sempre “arejado” ou "arrumado", como disse uma amiga nossa.

O que há sempre no nosso frigorífico: iogurtes naturais (quando não estou grávida também há os iogurtes straciatella da Danone), leite de diferentes variedades, legumes (couve, cenouras, nabos, limões, alface, tomate, brócolos, kiwis, feijão verde, pepinos, pimentos), queijo flamengo – 50% gordura,fiambre de peru (de vez em quando) queijinhos vaca que ri light, patês, 2 ou 3 variedades de doces, manteiga, ovos, sopa, alguma refeição que tenha sobrado do dia anterior, azeitonas ao peso do Pingo Doce (quando não estou grávida) um jarro de água fresca (para fazer as minhas limonadas e gaspachos) e coca-cola zero. Ao fim-de-semana às vezes há sortidos húngaros, bolachas de chocolate e after-eight.
E após esta descrição, digo-vos, que o meu frigorífico está sempre com um ar muito abandonado. E o F. está sempre a refilar que nunca há nada.

Ah! O Congelador está sempre com pescada, bacalhau, lulas, peru, vaca e frango. E de vez em quando gelado.

sábado, 3 de março de 2012

Vai descer

A um mês de ser mãe a duplicar... já tenho os pés, os tornozelos e as mãos inchados. Apesar de ter algumas coisas a meu favor (o tempo e o facto de usar collants de descanso).
A partir daqui é sempre a piorar...

Procura-se

Estou a viver com o F. há mais de 5 anos (parabéns a nós) e desde então nunca encontrámos, ou melhor, encontrei, 2 coisas cá para casa que eu gostasse:

Taças para gelado/ sobremesa (ou são perfeitas mas são de plástico, ou são muito grandes, ou muito pequenas, ou muito caras, ou a cor não dá com nada...). Desde 2007 que uso umas taças de vidro antigas que herdei da minha mãe. Um mix de três tipos diferentes.

Bases para copos (ou não há quantidade suficiente, ou muito caras, ou são de material que se vai estragar num instante...). E desde sempre que usamos umas bases provisórias de borracha azul escura do IKEA.

Portanto se alguém souber onde encontrar estes items. Pff avise.

quinta-feira, 1 de março de 2012

1 de Março

Estou oficialmente em contagem decrescente para o dia 31 de Março.
E vamos lá ver se a Benedita me faz a vontade...