quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Aquele momento (que se repete quase todos os dias da semana)

Sou eu que levo sempre os meus filhos à escola de manhã, à tarde ou vai o pai, ou vão as avós buscar.
E praticamente quase todos os dias quando estou a deixar a Beni, a minha filha pergunta (com ar mimocas): "A mãe pode vir-me buscar hoje à escola?" E eu respondo "Um dia..."

E com esta conversa toda já estamos quase no Natal e consegui ir uma vez este ano bucá-los à escola...Uma.

Se eu ganhasse o Euromilhões este era mesmo um dos grandes luxos que teria!
Enfim. Tempo que perco e que já não vai voltar.

terça-feira, 21 de novembro de 2017

Momento estranho do ano 2017

O prémio para o momento mais estranho do ano vai para... aquela bela tarde em que tive direito a um bolo de anos no local de trabalho e só lá estavam duas velas para soprar, e não tinha ninguém para me ajudar nesta árdua tarefa. Já para não comentar que o bolo era sóbrio! Como assim? Eu quero o homem-aranha, os cars, e todos os desanimados* da estratosfera no meu bolo.
Foi tão mas tão estranho que depois desta experiência sinistra cheguei à conclusão que desde que o meu filho nasceu:


  • Acabaram-se os bolos de anos sóbrios
  • Nunca mais fiz uma festa de anos só minha
  • Tem muita graça a confusão na música dos Parabéns quando chega a parte de dizer os nomes "Cantam as nossas almas para os meninos Francisco, Catarina e Raquel", porque cada pessoa diz numa ordem diferente. É o caos.
  • E que afinal tem MUITO mais graça ter a minha mãe e o meu filho a soprar as velas comigo e que, aqui que ninguém me ouve, bolos sóbrios são para velhas!

*Os meus filhos insistem em dizer os desanimados, ao invés de desenhos animados. Malta prática.

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Filmes para ver!

Eu sei que é segunda-feira e que está tudo com uma grande neura e só por isso aqui vão 2 sugestões de filmes que descobrimos por acaso nos nossos eternos zappings...






Filmes muito simples mas a não perder!

quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Mood do dia



Nota: Eu sou o macaco ao piano.

segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Reviravolta

Estou para escrever um post neste blog, quase desde o início de 2017. Uma espécie de rescaldo do ano que está quase a acabar. Um ano negro, o pior de todo o sempre, um ano que por mim tinha sido praticamente apagado. Teve direito a muitas estreias, mas em mau.
Para animar este ano lento e pesado, tive a alegria do nascimento de alguns sobrinhos especiais, que vieram aumentar o meu grupo de amigos. E de forma inesperada fui convidada para ser madrinha de um sobrinho muito querido, fiquei sem palavras, e super lisonjeada. Senti-me uma sortuda.
Ainda a recuperar do nervosismo do baptizado do meu querido afilhado Vasquinho (pois é uma grande responsabilidade!)... Fui almoçar com uma amiga, esta semana, que também me perguntou se queria ser madrinha do seu filho, o Francisco! E assim, em menos de nada, ganhei os afilhados mais queridos do planeta! O ano começa a melhorar, e a dar-me esperança que tudo se vai resolver, e que tudo vai acabar bem, como nos filmes.
Tenho ao meu lado as pessoas mais espectaculares, e isso vale ouro!
Próximo baptizado é já no dia 4 de Novembro!
Um ano mau a terminar em bem.


quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Ter um filho que perde tudo...sai caro

No colégio dos meus filhos os extremos tocam-se. Tanto temos paizinhos que levam as crias de Porsche para a escola, como o meu filho perde 2 (!) casacos de inverno neste mesmo colégio e eles nunca chegam a aparecer. Foram portanto roubados! Alguma mãe/ pai achou que os casacos eram muito jeitosos e achou por bem que não deveriam voltar ao dono.

Este ano vou escrever o nome do meu filho no casaco, em todo o lado. Até já pedi à minha mãe para bordar as iniciais em locais secretos! Se alguém tiver uma ideia genial por favor partilhe!

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

A melhor razão para terminar um namoro

Quando a tua filha de 5 anos te diz que já não namora com o Bernardo (namorado de longa data) porque ele fez xixi nas cuecas. E isso, minhas amigas, é inadmissível. Acho que é razão mais do que suficiente para terminar uma relação!

Impagável o ar sério da Beni a contar-me está novidade ultrajante.

domingo, 8 de outubro de 2017

Frio na barriga

Nunca liguei muito a frases feitas que muitas pessoas adoram partilhar nas redes sociais mas li esta frase numa revista e achei que era a minha cara.

"Se não a assusta é porque não está a sonhar suficientemente alto" Tory Burch (criadora de moda).

E isto sou eu. Já mudei muitas vezes de emprego porque preciso de desafios, preciso de aprender coisas novas, o medo na vida profissional alimenta-me. Preciso de sentir nervoso, de pensar em novas maneiras de fazer o que já foi feito. Só conheço uma pessoa da minha idade que tem o mesmo emprego desde que saiu da faculdade. E isso não era vida para mim. Que infelicidade seria.
Neste momento, e dois anos depois de estar no mesmo emprego... estou a começar a ficar com muita vontade de mudar. Vamos lá ver se ganho coragem para mandar tudo às urtigas e começar tudo de novo. A minha voz interior está a ficar intensa... Até já sei para onde gostava de ir a seguir...

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

3° filho, não obrigada

Depois de na semana passada achar que poderia estar grávida... com direito a teste de gravidez na farmácia e tudo. Respirei de alívio quando deu negativo. Até fui mais leve para casa. Esta era sem dúvida a pior fase da minha vida para estar grávida!
Não estou nada preparada e acho que nunca vou ficar.

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Freud explica?

Em ocasiões especiais ou para pessoas especiais eu peço encarecidamente aos meus filhos para fazerem um desenho para oferecer.

O Francisco despacha tudo em três tempos. Se o desenho for para o avô, desenha ele e o avô, se for para uma prima, desenha ele e a prima e assim sucessivamente.

A Beni é completamente chanfrada! Quando pedi para desenhar um desenho para a Tia Anica ela desenhou a tia a ser atropelada por um carro, quando pedi para fazer um desenho para o avô desenhou o avô a ser comido por um gato, e a própria a salvar o avô... e assim sucessivamente...

E quando já está farta de pintar no papel e nas paredes (um clássico nuca sai de moda) decide pintar o cabelo do pai com caneta de feltro. Sim, leram bem. O pai achava que a filha lhe estava a fazer festinhas no cabelo e quando se apercebeu da asneira, passou a mão pelo cabelo... e estava azul... Repreendeu-a. Resposta pronta da miniatura: "Qual é o mal pai? Nem se vê".

E assim vai a nossa vida na malucolândia...

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Marcas de leite sem lactose

Por força das circunstâncias há alguns anos tive que passar a beber leite sem lactose, e provei todas, ou quase todas as marcas existentes no mercado. E cá vai a minha pesquisa de mercado:


  • Mimosa - a pior marca de todas. Um leite super doce. E infelizmente a marca que está disponível em todos os supermercados, mercearias e pastelarias.
  • Vigor - o melhor de todos, nem parece leite sem lactose. Vencedor destacado.
  • Ucal e Nova Açores - também são boas marcas.
  • Marcas brancas - pingo doce, jumbo ou continente também é bom o leite, é mais barato mas muitas vezes está esgotado. Demorei bastante tempo a descobrir a marca do pingo doce porque nunca havia o leite exposto nas prateleiras do supermercado.
Boas compras!


quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Deixar de beber leite

Acabaram-se os nestuns de chocolate, os cérelacs, os leites de chocolate, os cornflakes. Já não posso beber leite e fiquei cheia de pena. Comecei por ser intolerante ao leite normal, e passei a beber sem lactose (provei TODAS as marcas do mercado) e nós últimos tempos já nem o leite sem lactose. E tive que reiventar os meus pequenos-almoços e lanches. Adeus leite, olá sumo de laranja e chá.

Enfim, tenho saudades de beber leite mas paciência. Há coisas piores.

terça-feira, 26 de setembro de 2017

A salganhada do bouquet

Já não tenho idade ou paciência para me misturar na grupeta das solteiras que esperam pelo bouquet. Estou com a pessoa que mais gosto no mundo há 17 anos, temos 2 filhos, simplesmente não faz sentido... E ontem lá estava eu no meio da maralha. Aquilo foi tudo tão rápido que nem cheguei a ver o bouquet a voar. Perfeito!

Claro que me lembrei logo de um casamento que fui no Porto, em que durante o jantar fiquei sentada ao lado da "apanhadora profissional de bouquets" é que vocês não estão mesmo a ver o filme. Estava num excitamento com a hora de "atirar o bouquet" e dizia com orgulho que tinha vários em casa. Muito bem preservados. Claro que quando chegou a hora, está miúda atirou-se às flores como se da sua própria vida se tratasse, derrubou uma velhota (que ainda hoje não sei o que lá estava a fazer) e conseguiu o prémio desejado. Foi o voo em câmara lenta mais espetacular que já vi! Uma cena digna de National Geographic.

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Casamento surpresa

Ontem foi dia de ir lanchar a casa de uma amiga que fazia 40 anos. Tudo normal até uma amiga do grupo reparar que o "bolo de anos" era muito elaborado... Começámos a juntar as peças: no convite facebookinano dizia que tínhamos que chegar MESMO a horas, dress code casual chic, a aniversariante estava muito preocupada com as fotos, quando chegámos lá a casa ela não estava... "estava a preparar uns gins" na casa da amiga do lado. Só para que saibam ela não bebe!

E assim foi, a nossa amiga Sofia apareceu vestida de noiva! Ficámos em choque com a confirmação. E casaram no jardim da sua casa, à beira da piscina. Foi o casamento mais relax, sem stress que fui. Tudo uma maravilha não fosse eu estar descontraída demais. Não segui o dress code à risca. Primeira e última vez. For sure!

Foi muito giro! E eu que achava que já tinham acabado os casamentos! Venha o próximo.

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Uma triste notícia

A professora da infantil da minha filha perdeu um filho. Morreu de forma trágica. Era forcado. E saíram notícias em todo o lado.

E como em tudo na vida e, principalmente nas redes sociais, apareceu muita gente inconveniente a dizer as maiores barbaridades que espero... nenhum familiar ou amigo deste forcado tenha lido. Pura crueldade.

As pessoas esquecem-se que está uma mãe, um pai, irmãos, avós, tios, primos, amigos a sofrer. E que infelizmente é um momento que vai marcar a vida desta família para sempre, um antes e um depois do Pedro (nome fictício) ter morrido.

Uma histeria colectiva nas redes sociais que me perturbou. Tudo a defender o touro, tudo preocupado com o touro, que o forcado se pôs a jeito. Os defensores dos animais a caírem em exageros, quando nesta "luta" especifica o homem e o touro estão de igual para igual. Sem armas. Não, não sou defensora da tauromaquia mas o bom senso nunca fez mal a ninguém.

O que eu sei é que tenho medo que a professora da minha filha perca a alegria e energia que sempre a caracterizaram. A Beni já está com saudades da professora. E nós também.


quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Uber ou papá?

O anúncio da TV com mais pinta e que passa a mensagem na perfeição!



Nota: Os meus filhos a dançar esta música é de ir às lágrimas! Usam óculos escuros e tudo. Vou ter que filmar para poder "levantar o astral" naqueles dias negros...

Nota 2: E a inveja que eu tenho de não ter sido eu a inventar este anúncio...

terça-feira, 19 de setembro de 2017

A tua segunda-feira começa bem...

quando dormes 8 horas de seguida, e dormes mesmo bem. O problema é que acordaste à hora que devias estar a sair de casa porque a tua querida filha mudou o despertador do teu telemóvel para tocar só na sexta. A ideia até era boa...

domingo, 17 de setembro de 2017

Tendências deste Outono por quem sabe!



Adoro miúdas bossy! Excepto quando é a minha!
Feliz domingo!

sábado, 16 de setembro de 2017

Sabes que não vais para nova...

quando estás às compras na Decathlon, e perguntas a uma das empregadas:

"Boa tarde, podia dizer-me pff qual é o corredor dos portside para criança?"

E foi aqui que a rapariga ficou a olhar para mim com um ar do género "vou ficar em silêncio para ver se esta cliente me explica o que quer, porque não estou a perceber nada..."

Momento de silêncio. Vento a passar.

E depois traduzi "sapatos de vela". E aí sim fiz-me entender.

Nota: Achei por bem não perguntar onde é que estavam os kispos e as thermotebe!

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Perguntas honestas... pedem respostas honestas

Na escola dos meus filhos, na infantil a professora é sempre a mesma, mas todos os anos a auxiliar muda.

A caminho da escola pergunto à minha filha:

Então Beni o que achas da nova auxiliar da tua professora?

Resposta pronta: Está sempre irritada!

E fiquei um bocadinho preocupada com a resposta por variadas razões, entre elas:
  • A minha filha sempre gostou muito das auxiliares que teve, mesmo a do ano passado que não era muito popular...
  • A Beni faz amizade até com as pedras da calçada.
Posto isto... estou LIGEIRAMENTE preocupada, isto para não dizer muito!
Vamos lá ver como corre.




quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Deixar de chuchar no dedo

A minha filha de 5 anos sempre chuchou no dedo. Não sei o dia exacto em que começou mas lembro-me que cuspiu a chucha sempre e, escolheu o dedo logo nas primeiras semanas de vida.

Claro que foi todo um drama "à nossa volta" porque ia ser muito complicado deixar o vicío, depois choveram casos de pessoas conhecidas que chucharam até à reforma... e depois a lista infindável de não-soluções, verniz que sabe mal, castigos épicos etc...

Aos 5 anos o polegar da Beni já está bem feio, os dentes já estão separados.
A minha mãe é que tomou a iniciativa e "cortou o mal pela raiz": as mantinhas da sua infância às quais se agarra para chuchar no dedo... ficaram apreendidas na casa da avó Catarina. E não saiem mais de lá!

A minha filha ficou fula. Tem protestado quando vai para a cama, finge que chora, chama pelas mantinhas. Mas nós lá em casa não fomentamos o monólogo.

Ás vezes, de manhã, quando acorda diz-me que se portou bem e que não chuchou no dedo.
E ganha um "cá mais 5"!

Vamos lá ver se isto se resolve mais depressa do que meio mundo previu.


terça-feira, 12 de setembro de 2017

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Actividades fora da escola

O Francisco nos últimos anos andou ao mesmo tempo na natação e no ténis. Ainda tentámos futebol mas ele detestava. De repente passou a amar o futebol e o Benfica (por influência familiar).

O pai teve a ideia genial de o inscrever numa escola do Benfica e ele adorou desde o primeiro segundo! Tudo super bem pensado: treinos à séria, explicam os passes como deve ser, repetem tácticas de jogo e sempre equipados com o equipamento do Benfica.
Se os vossos filhos gostam de futebol e do Benfica, as escolas do Benfica são mesmo espetaculares!

A Beni este ano acumula com o ballet, a natação. E hoje na primeira aula já estava como peixe na água! O professor no fim da aula disse que ela era muito determinada e que ia aprender num instantinho. Beni e o seu mestre ficaram logo amigos para a vida!

Queria eu praticar metade do desporto que eles praticam!

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

A cada ano que passa...

... estou cada vez menos preparada para entrar no Outono e depois no Inverno. É que custa.
Não há paciência para frio, regresso às aulas, roupa às camadas, constipações, chuva, pés molhados, cabelo com péssimo ar.

O meu sonho era ser snowbird!



Imagem relacionada

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Levar um amigo do filho de férias

Com qualquer pessoa que comentasse que ia levar um amigo do meu filho de férias connosco, as reacções eram sempre as mesmas: "é uma grande responsabilidade" "essa tua amiga confia mesmo em vocês" e coisas que tais semelhantes.

E tais pensamentos nunca me tinham passado pela cabeça. Ia tomar conta do Zé, como tomo dos meus filhos (com o extra de ser tia-emprestada e ser mais branda em alguns temas) e na questão "confiança" se há pessoa com quem deixo os meus filhos (sem pestanejar) é esta amiga.

A única diferença de levar um amigo do filho é que não os posso largar no jardim e dizer "brinquem", tenho que arranjar mais actividades, tenho que ser mais criativa! E com este óptimo pretexto fizemos coisas que nunca tínhamos feito!

A saber:
  • Kayak no Rio Coura a remar 7kms (os miúdos a pesar, e os adultos a remar)
  • Paddle numa prancha onde cabiam 7 pessoas ao mesmo tempo, no Rio Âncora (3 adultos e 4 crianças a adorar o passeio)
  • Passeio de bicicletas na mata do Camarido
  • Jantar em Espanha com direito a sessão de cinema infantil ao ar livre, numa tela gigante
  • Feiras Populares de Valença e Viana do Castelo (os meus filhos são os reis dos carrinhos de choque! É que dominam mesmo!)
  • "Caçar" caranguejos e camarões nas rochas da praia (todos devolvidos ao mar são e salvos no fim da pesca)
  • Praia (também fizemos)
  • Piscinas
  • Passear uma matilha de cães da família

Fiquei cansadita!

terça-feira, 5 de setembro de 2017

Rescaldo das Férias

Foram muito boas! Estivemos em modo saltimbancos!
Começámos em Évora (fazer vida de hotel) só os 4, porque merecemos!
Um calor daqueles, e passámos a vida na piscina, ou a passear pelas terras circundantes. Á noite íamos até ao centro da cidade jantar e assistíamos a um espectáculo diferente todos os dias, ao ar-livre: desde dança contemporânea, um concerto de Jazz ou um filme mudo com banda-sonora ao vivo. No primeirinho dia de férias o Francisco teve um acidente na piscina do hotel e abriu o queixo, e ganhou + 3 pontos!

Depois passámos um fim-de-semana com os meus pais em Tróia e depois rumámos a Moledo.
Até aqui tudo muito semelhante aos outros anos com a ligeira "diferença" que para Moledo levámos um amigo muito especial do Francisco, o Zé Maria. E passou uma semana e alguns dias de férias só connosco.

No fim de férias regressei a Lisboa de comboio só com o Zé Maria.
O meu gang continuou em Moledo.
Neura XXXL.

terça-feira, 29 de agosto de 2017

Coisas típicas dos portugueses

Alguém me explica porque é que a meio de Agosto já está meio mundo a despedir-se do Verão?
Nas notícias, nas redes sociais e até na rua as pessoas parece que estão ansiosas por vestir um sobretudo. Os portugueses são assim não se explica...

O Verão oficialmente só acaba no dia 21 de Setembro, e em Portugal até fim de Outubro dá para andar de t-shirt sem problemas... mas já está tudo a deprimir.

Só tenho uma palavra para vocês: Alasca!
Aqui é que estão bem e de preferência no Inverno.

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

O que mais me irrita na praia

Se me pedissem para fazer um top 3 das coisas que mais me irritam na praia... esta ficava em 1º lugar! Com tanto espaço tinham que se pôr em cima de nós?!



Estão comigo?

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Regresso de férias

Custa muito regressar de férias! Ainda mais quando o marido e filhos continuam de férias e tu vais trabalhar...

Devia haver apoio psicológico no pós-férias! Ai se devia...

domingo, 30 de julho de 2017

Ser mãe é... parte II

Andei eu a comprar fatos de banho para a minha filha em Fevereiro (!)... para depois... a miniatura rasgar um deles ao sair da piscina! A Beni ficou com o fato de banho preso na escada e ao invés de pedir ajuda (uma opção que não lhe passou pela cabeça, claro!) puxou-o e o resultado ficou à vista.

Lá fui eu esta semana aos restos dos saldos e ainda encontrei 1 giro (que só vai servir este ano) e que não custava a absurda quantia de 35€ em saldos!

Em baixo a aquisição que é da marca de surf Roxy, e que não chegou aos 18€.
Achado do El Corte Inglés.




sábado, 29 de julho de 2017

Jamestown - Uma série imperdível



Lá em casa já começámos a ver esta nova série cheia de mulheres de armas!
Quem ainda não começou a ver não sabe o que está a perder!

Na Fox Life, pois claro, às terças à noite

Sinopse da Fox Life:

"[Série] passada no início do séc. XVII, Jamestown conta a história de três mulheres corajosas e dinâmicas que deixam o seu passado negro para trás na Inglaterra e fazem a viagem das suas vidas para o outro lado do oceano em busca de uma nova vida na América".


sexta-feira, 28 de julho de 2017

Mega gafe

Quando uma pessoa muito querida, que é super cuidadosa, que é espectacular (fazia uma composição só a tecer elogios) comete uma mega gafe (e não se apercebe de todo, e provavelmente nem nunca se vai aperceber), tento ajudar e mudar a conversa o mais rápido possível.
Foi bastante constrangedor. A pessoa visada nem pestanejou mas foi péssimo.
Depois desta cena que presenciei ao vivo e a cores, chego à brilhante conclusão que só não comete gafes quem não abre a boca.

O ideal mesmo é respirar só pelas narinas.

quinta-feira, 27 de julho de 2017

Mini-férias a Sul!

No fim de semana que passou fomos para o Algarve (Tavira) a convite de uns amigos muito especiais.
E foram 3 dias cheios. Manhãs na piscina, tardes na praia. A graça que os miúdos achavam andar no comboio do aldeamento (que nos levava para perto da praia) e depois andar num pequeno barco até à outra margem, para chegar à praia de Cabanas. Por acaso outra grande amiga estava muito perto no Algarve, e tivemos direito a jantar em Espanha e tudo. Ao todo éramos 14!

Pelo meio ainda deu tempo para ir aos insufláveis, carrosséis, comer uns gelados tradicionais da terra (com sabores do género: figo, gengibre, chocolate preto…), jantar num restaurante algarvio muito bom o “D. Inês”, com peixe fresco maravilhoso.


Dá para regressar já?

quarta-feira, 26 de julho de 2017

A loucura do momento

Isto de “tentar” acompanhar as férias dos meus filhos é uma verdadeira loucura.
Vão passar uma semana com os meus pais a Troia, e eu vou lá ter no fim de semana, vão passar uma semana com a minha sogra a Moledo, e eu ponho um dia de férias, e lá vou eu passar o fim de semana, uns amigos convidam-nos para passar um fim de semana no Algarve, e lá ponho eu um dia de férias e aqui vamos nós.

Escusado será dizer que ando toda baralhada, no Algarve levo camisolas no caso dos meus filhos terem frio (influências de Moledo) e esqueço-me do protector solar, as segundas-feiras custam muuuuito mais (tripla neura) mas apesar desta esquizofrenia, estou a adorar estas mini-férias!


No próximo fim de semana vamos para Évora, depois seguimos para Troia e depois terminamos em Moledo. Puf! Tirar férias é uma canseira!

quinta-feira, 20 de julho de 2017

Os meus truques nos saldos

- Por norma já sei de antemão o que quero/ preciso

- Compro online no dia e hora (na hora se for possível) que começam os saldos

- Comprar em loja é nos primeiros dias porque depois só restam aquelas roupas hediondas carregadas de folhos e rendas e tudo em excesso

- Compro em lojas/localidades onde há pouco poder de compra e/ou são grandes o suficiente para ter muita variedade (por exemplo, na Zara das Amoreiras é para esquecer nunca encontro tamanhos ou coisas que goste)


- Ás vezes passo na mesma loja dias mais tarde porque aparecem achados das abençoadas trocas/devoluções

Nos saldos aproveito para comprar presentes de Natal (sim, leram bem) e para comprar roupa para os meus filhos naquelas lojas caras tipo Lanidor Kids, para o Verão/ Inverno seguinte. Compensa e muito! Porque ao contrário de todos os conselhos que dei acima, nestes dois casos vou às compras mesmo no finzinho dos saldos em que está tudo quase dado.

Bem, espero ter ajudado! Boas compras!

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Masoquista

Os meus filhos estão de férias sem mim L, e eu como sou pouco masoquista… peço ao Filipe para me enviar fotos dos miúdos.
Eles na praia, eles de bicicleta, eles no restaurante, eles em Espanha, eles na feira popular…

Não sei o que custa mais, se não saber nada (ou pelo menos não receber fotos) ou receber fotos dos programas maravilhosos que andam a fazer sem mim.


Ainda estou a decidir. 
A sorte é que regressam hoje e amanhã vamos de mini-férias para o Algarve! Yeah!

terça-feira, 18 de julho de 2017

Art Beer Fest de Caminha 2017

As duas noitadas foram profícuas em pequenas histórias.
Rapazes e raparigas muito bem dispostos, nós tirávamos uma foto de grupo e de repente ao invés de 4 éramos 7.
Toda a gente metia conversa, punham-se à frente da minha máquina fotográfica, dançavam connosco (música ao vivo ou Dj), jogo do limbo espontâneo no meio da praça (o afilhado também foi), um anão passou por baixo da fita do limbo a andar (a gozar consigo próprio), um rapaz quase com 2 metros de altura estatelou-se no chão (no dia seguinte vai ter dores nas costas e não sabe bem porquê), tudo a curtir.
Tivemos direito a fogo de artificio, papelinhos e fitinhas prateadas disparadas para o céu, a praça toda de copo levantado a brindar aos 5 anos deste festival!

Foi MESMO giro! Que saudades de sair à noite!
A malta do norte é 5 estrelas!





segunda-feira, 17 de julho de 2017

Mini-férias a Norte!

Nesta quinta-feira depois do trabalho rumei a Norte, para lá de Viana do Castelo. Um fim-de-semana comprido (que durou até domingo) e que foi muito intenso. Aproveitei até ao último segundo.


Deu para fazer programas com a criançada (caçar caranguejos, peixes e camarões nas rochas da praia, comer gelados, apanhar ondas), torrar ao sol, refeições em família, a Beni começou a andar de bicicleta sem rodinhas num piscar de olhos!, e ter programas sem crianças! 

Passámos 2 noites no Art Beer Fest de Caminha e foi espectacular. Um ambiente fantástico, sem adolescentes (porque uma cerveja artesanal custava no mínimo 2,50€), música da boa (não passou nenhuma música comercial), estava tudo super bem disposto, com direito a um jogo do limbo espontâneo e tudo! É claro que na segunda noite a bebedeira da rapaziada foi mais aprimorada e eu (que não bebo) é que fui a conduzir. Pequeno pormenor… esqueci-me dos óculos em casa. Fomos literalmente a 30km/h até casa, com a namorada do afilhado a fazer de co-pilota, e a rapaziada-alegre foi no banco de trás. A repetir!

Sem marido e sem filhos parte II

A história repete-se... agora a minha prole está a Norte de férias. Fiz um fim-de-semana comprido com eles e regressei ontem à noite com uma neura do tamanho da Ásia.

Pensamento positivo, quarta já estão de volta!

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Os portugueses são uma seca!

Ontem foi dia de ir à exposição Van Gogh Alive.
E foi também dia de ser chamada à atenção por uma senhora que estava na exposição e por outra senhora do próprio museu. Um espectáculo!

No 1º caso porque os meus filhos estavam em cima de uma estrutura de cimento (que parece uma tela), tal como podem ver na foto. Rebolaram, dançaram enfim fizeram coisas de crianças.
E uma senhora muito indignada veio dizer que não podiam estar ali em cima (com ar e tom de escândalo), claro que disse que sim que podiam estar ali que não era maluca. Calou-se e não disse mais nada.
Foram as próprias senhoras do museu, quando chegaram,  que informaram os meus filhos o que podiam fazer…

Alguns baldes mais tarde… veio uma senhora do museu perguntar-me se “aquelas crianças eram minhas, e que pedia que fizessem menos barulho porque tinham recebido uma queixa” pedia desculpa pelo pedido, porque pelo museu não havia qualquer problema… Lá fui eu mandar calar os meus filhos.

Para quem não sabe, durante toda a exposição está música clássica a tocar bem alto.

Os portugueses são realmente uma seca em museus e exposições, arrisco mesmo a dizer que se portam pior num funeral! Não percebo toda esta cerimónia, o falar baixinho, o andar em pezinhos de lã… assim é impossível levar crianças a ver o que quer que seja. Assim é normal que as crianças achem uma seca ir a museus.


Quem estiver incomodado que se mude. Eu não vou mudar.


domingo, 9 de julho de 2017

Dois filmes a não perder

Já na próxima terça-feira os meus filhos vão ver com o pai e afilhado o filme abaixo, vou ver se consigo ir também. Eu adoro ver desenhos animados com os meus filhos! Vibro tanto quanto eles!




No Inverno chega a sequela de um filme que adoram (e que já vi 1000 vezes no mínimo) o Paddington! A criançada lá de casa ri-se sempre nas mesmas partes do filme e pedem-me para prestar muita atenção como se estivesse a ver o filme pela primeira vez!




sábado, 8 de julho de 2017

Quem tem vontade (eu disse vontade) de ir ao ginásio ponha a mão no ar!

Pois é anos e anos a praticar desporto: natação, jogging, polo aquático, aeróbica, tudo e mais alguma coisa de ginásio, algumas aulas em casa (daquelas que se saca do youtube), PT e... agora não me apetece fazer nada. Motivação zero.

O meu deadline para ganhar energia é até dia 15 de Agosto, depois dessa data vou obrigar-me a ir ao ginásio. Tem que ser, a idade não perdoa.

De tudo o que já experimentei o que mais gostei foi de ter um personal trainer mas neste momento não há orçamento para isso... portanto vou ter que arranjar motivação sozinha!




sexta-feira, 7 de julho de 2017

Tocar em Van Gogh

Na segunda-feira, quando os meus filhos tiverem regressado à civilização, vamos à exposição multisensorial de Van Gogh que está na Cordoaria Nacional. Estou em picos!
Já que o Francisco acha tanta graça ao pintor, e ainda não surgiu a oportunidade de levar os meus filhos à Holanda, esta vai ser a sua primeira experiência "cara a cara".






Infos úteis:

Exposição termina no dia 31 de Agosto

Criança:
dos 6 aos 12 anos inclusive - 9,50 Euros
até aos 5 anos - Entrada Grátis
Adulto - 12 Euros
Estudante* (a partir dos 12 anos) - 10,50 Euros
* cartão de estudante obrigatório
Maiores de 65 anos - 11 Euros
Pack Familia:
Pack Familia B (1 adulto + 1 criança) - 20 Euros
Pack Familia (2 adultos + 2 crianças) - 36 Euros

Horário
Domingo a 5ª feira, das 10h00 às 20h00
6f, Sábado e Vésperas de Feriado, das 10h00 às 21h00

quinta-feira, 6 de julho de 2017

A moda não para de me surpreender

Quando está "na moda" uma malinha do dia-a-dia tão pequenina que nem cabe lá o telemóvel. Mais um acessório super útil! Gostava de saber o que é que a criatura leva lá dentro... um cotonete para uma emergência? uma piquena agulha para cozer um botão desleixado?

Para as interessadas é da Furla e custa a módica quantia de 145€, diz que serve para levar maquilhagem...




quarta-feira, 5 de julho de 2017

Sem marido e sem filhos

Desde domingo à noite que estou em modo solteira e sem filhos.
Ficaram todos em Troia a aproveitar as férias.
Este sossego vai durar até sexta-feira.
E é esquisito: não há barulho, não há caos, não há horários para banhos, para jantar, para chegar a casa.
Faço o que quero e me apetece… e é estranho. Será que é assim para os pais separados? Uma semana de “ramboia” e outra tudo a 1000 à hora?

Claro que uma pessoa “normal” chegava a casa e punha-se a dormir a sesta (digo eu) mas eu achei por bem arrumar o meu armário que estava o verdadeiro caos, não conseguia encontrar nada…

Hoje para além de ir visitar um sobrinho muito querido vou aproveitar para ver um filme inteirinho! Vai ser uma loucura… Claramente não estou a ir para nova!

terça-feira, 4 de julho de 2017

Vasquinho, o Grande

Quando uma amiga muito querida te convida para ser madrinha do seu filho, isso é um orgulho, uma honra imensa.
Fiquei sem palavras e com lágrimas nos olhos. O convite foi feito de uma maneira muito cómica, no meio de mil crianças, confusão e caos. Foi perfeito!
Em Setembro serei oficialmente madrinha do afilhado mais querido do mundo, o Vasquinho!

Já tinha dito que é uma honra?

Saldos

Quando vais aos saldos para comprar roupa de praia e sais do centro comercial com um vestido para O baptizado... *

*post para breve


segunda-feira, 3 de julho de 2017

Nico, o culto

Francisco e a avó estão a pintar desenhos.

A avó explica ao meu filho que fica mais bonito quando pintamos dentro dos riscos.
E após o 2ª advertância da avó, o Francisco respondeu: "Avó não sou nenhum Van Gogh ou Leonardo da Vinci".

Sim, do alto dos seus 7 anos protestou de forma inteligente! Que cromo!

Beni, a fura-vidas

Todos os anos a infantil, no colégio dos meu filhos, organiza um dia (que não me estou a lembrar o nome) em que os miúdos podem levar a bicicleta, a trotinete, os patins, enfim o que quiserem.

Pela primeira vez estávamos sem a bicicleta da Beni que já estava "de férias" em Tróia. Tínhamos um problema, a miniatura lá de casa não tinha nada para levar neste dia. Fomos para o colégio e eu na minha cabeça a tentar arranjar um plano B.
As soluções que me lembrei não serviram e nunca consegui arranjar uma bicicleta.

Ao fim da tarde, quando o Filipe foi buscar a Beni à escola, a auxiliar disse logo "Não se preocupe que a Beni andou mais de bicicleta que todos os meninos que a trouxeram".

Já devia saber que nada para esta miúda! Literalmente.






segunda-feira, 8 de maio de 2017

Em loop

Todos os dias repito para mim mesma "vai correr tudo bem, vai correr tudo bem" para ver se começo a acreditar que vai mesmo tudo entrar nos eixos e se começa tudo a correr bem.

Estou em loop.
Se funcionar... aviso ou então dou em maluquinha.
Neste momento estou na linha do Equador.

sexta-feira, 28 de abril de 2017

A saga da colecção do Pingo Doce

O Pingo Doce lançou recentemente uma colecção de animais com tudo a que temos direito: cartas, caderneta e aparelho que emite os sons da bicharada. Já tenho tudo, ou parte, vá.

A minha mãe começa o vicío e eu vou por arrasto, e arrasto todas as pessoas à minha volta: família (fiz alguns telefonemas especificos), amigos (idem) e colegas de trabalho que não têm filhos ou já são muito velhos para gostar destas coisas (o meu colega Paulo pôs um post-it na carteira da mulher para não se esquecer quando vai ao supermercado. How cool is that?).

É a loucura absoluta. Deixo de ir ao supermercado do costume e passo a ir ao supermercado que tem a promoção infantil da moda. É isto sem tirar, nem pôr.

Não compro nem mais nem menos, mas mudo o local de compra só para ver os meus filhos (neste caso é mais o Francisco) todos contentes.

Adeus Continente, Jumbo e Lidl... Olá Pingo Doce! Sou claramente uma vendida!


quinta-feira, 27 de abril de 2017

segunda-feira, 20 de março de 2017

Vou esconder todas as tesouras lá de casa!

Que os meus filhos passam a vida a fazer asneiras não é novidade para ninguém. Quando digo "passam a vida" quero dizer todos os dias (literalmente). Estou cansada, esgotada. Nenhum castigo funciona!

Este sábado de manhã fui com a minha filha ao cabeleireiro cortar o cabelo. A Beni já estava a precisar! O Francisco também estava a precisar mas cá por casa funciona assim: eu vou com a Beni ao meu cabeleireiro e o Filipe vai com o Nico ao barbeiro dele.

Como o Filipe teve preguiça em marcar barbeiro e no único dia que ligou o senhor estava de folga... o cabelo do Nico foi se arrastando... E estava realmente a precisar de cortar o cabelo.

Conclusão: Quando regressei do cabeleireiro com a Beni, com o cabelo impecável, o Francisco foi se esconder debaixo dos lençois! Achei estranho, e disse-lhe para se despachar a vestir porque tínhamos que sair.

Quando ele se destapa... fiquei em choque! Não estava a acreditar! O Francisco tinha cortado o cabelo com a sua tesoura de trabalhos manuais... estava uma verdadeira desgraça. Deu tesouradas no cabelo todo e só se salvaram as patilhas. Cortou a franja super curta e num estilo picotado, cortou o cabelo todo à volta.
É pior do que possam imaginar!

Escondeu as madeixas de cabelo debaixo da cama e continuou a brincar no quarto (ele já estava de castigo no quarto) e o pai a fazer outras coisas pela casa sem dar por nada...

Enfim mais uma asneira para a colecção!

quinta-feira, 9 de março de 2017

Vergonha é...

a minha filha no fim de uma festa de anos perguntar à mãe da aniversariante pelo saquinho (que se "costuma" dar à saída) e a senhora dizer que não tinha nada para dar...

o meu filho entrar às escondidas num insuflável de uma feira popular (depois de eu ter dito que não iam andar em mais nada), eu não me ter apercebido, e quando finalmente o encontro, está o dono do insuflável a tirá-lo de lá sem dizer uma palavra.

Vergonha, muita vergonha.
Não vejo melhoras...







terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Ser mãe é...

... comprar fatos de banho em Fevereiro porque sabemos que no Verão já não há quase nada. O que sobra? Os extremamente caros (não necessariamente os melhores) e os feios que dói.

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Gaffe #1

No curso do meu marido, 30 colegas no total, a grande maioria não se conhecia de lado nenhum. Muitas semanas depois de aulas intensas, um dos professores levou um convidado para dar uma aula.

Um colega envia um SMS a outro a dizer:
"Já viste que este deve ser rabeta de certeza!"

Resposta do outro lado:
"É meu cunhado caralho"

Qual a probabilidade disto acontecer?

A sorte é que está "conversa" foi entre homens e acabaram a rir!

domingo, 26 de fevereiro de 2017

Ainda alguém faz depilação?

À conversa com as minhas colegas do trabalho (e que não são poucas) descubro que sou a única que ainda faz depilação. Sim, leram bem, todas já tinham feito depilação a laser e já não se preocupavam com esta questão há anos!

Adivinhem quem é que deixou de ser medricas e está a experimentar esta 8a maravilha?

Nunca mais me vou esquecer do ar chocado de todas!

domingo, 5 de fevereiro de 2017

Coisas MESMO queridas do marido #1

Na semana que passou tive que ir ao Porto em trabalho. Ia apanhar o avião na quarta ao fim do dia e regressaria na sexta à noite a Lisboa. Nada de especial, uma viagem rápida.
Quando chego ao aeroporto de Lisboa e começo a procurar a zona do check-in... de repente vejo os meus filhos a correr na minha direcção (?!). Que queridos, a minha prol apareceu de surpresa para se despedir de mim.

Não estava mesmo nada à espera. E adorei a surpresa, claro!
O marido ganhou muitos créditos!!

sábado, 4 de fevereiro de 2017

Que exagerada...

A Beni é a criança que parte pratos nos restaurantes, que fura uma tangerina com o lápis e lambe o lápis, que fura a coluna de som com uma tesoura, que parte o DVD cá de casa, que prova o sabonete líquido das mãos para ver se é bom, que estraga os brinquedos do irmão (e os seus também) de propósito... Estou a enlouquecer. Nenhum castigo funciona. Continuo a aguardar que com a idade melhore...

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

2017, o ano dos bebés

Se o novo ano é uma verdadeira incógnita, algumas coisas já sei que estão mesmo quase a acontecer. Ora cá vai: nasce o primo Afonso em Janeiro, a sobrinha Maria Teresa em Fevereiro, o sobrinho Pedro-Henrique-Sebastião-Vasco (ainda não tem nome!) em Março, a minha cunhada anda muito calada, e ainda temos a Mercedes lá mais para o fim da temporada.

Eu que sou uma despachadona já tenho os presentes dos dois primeiros bebés de 2017 comprados desde Julho de 2016. Sim, leram bem.

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

2016, o agridoce

Foi um ano de extremos.
Amigos e família doentes, e infelizmente coisas graves que me deixam ansiosa, angustiada. A incerteza é desgastante.

No outro extremo... grandes momentos em família, levei os meus filhos à Disney na companhia de grandes amigos, férias de verão só os 4 em Guimarães que foram mesmo muito boas, e agora no Algarve. A precisar de estar com os meus filhos e com o Filipe fora da rotina.

A nível profissional um ano de reinvenção para o Filipe e eu a precisar de mudar de ares, sinto que onde estou não consigo crescer, reinventar-me, fazer algo que me preencha. A minha criatividade e o meu potencial estão a apodrecer. Não sei se me faço entender?

Estava a precisar de uma reviravolta na minha vida... Bom, a última vez que pedi uma reviravolta na vida apareceu-me uma doença crónica, se calhar o melhor é ficar caladinha.

Venha de lá esse 2017!

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Natal, o rescaldo

Por aqui o mês de Dezembro é sempre vivido com muita intensidade! Jantares em família todas as sextas, lanches e jantares com os amigos, a festa do meu trabalho em que vou acompanhada dos meus filhos, a animação do calendário do advento adaptado aos meus filhos and so on... O stress dos presentes ficou em Novembro porque este mês é um óptimo pretexto para estarmos junto de quem mais gostamos.

Pela primeira vez eu e o Filipe não oferecemos presentes um ao outro, preferimos investir esse dinheiro numas férias em família durante a passagem de ano. Estava mesmo a precisar de fazer um reset!

Espero que o vosso Natal também tenha sido bom! E que 2017 seja ainda melhor!