sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Para a rapaziada que lê o meu blog



Nota: Este anúncio da Agent Provocateur foi considerado o melhor de sempre dos cinemas do Reino Unido.

Nota 2: Quem é amiga, quem é?

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Fazer contas

Nunca gostei de fazer contas, e a cada dia que passa, menos ainda.
No jantar com a mana do F., de cada vez que nos lembrávamos de qualquer coisa, recuávamos temporadas de mãos cheias, aos 5 e 10 anos…
Faz-me confusão pensar que entrei na faculdade há 11 anos, que conheço a C. há 25 anos, que na minha primeira viagem para Itália, e com o F. foi há 7, que estou no mercado de trabalho há 6 e por aí fora. É mesmo muito estranho, é que parece que foi ontem.

Le Sommaire

Na sexta foi dia de “abrir” o último presente de Natal, uma massagem de 50 minutos em exclusivo para as costas, ombros e pescoço. Que maravilha. Estava a chover quando saí do Spa, tudo a correr no stress, e eu à chuva num estado “no pasa nada”. (Muito obrigada primos!).
No sábado, mais um almoço em família, em que o mais novo esteve na berlinda, como sempre. Falaram/ planearam/ escolheram nomes para os meus futuros filhos, sem que eu e o F. precisássemos sequer de abrir a boca (a pressão está a tornar-se insuportável) e continuámos a falar dos preparativos para o casamento da mana do F., também como sempre. Este vai ser um casamento marcante… está com ideias muito giras.
À noite, recebemos lá em casa para jantar a mana e respectivo noivo. O F. (que continua maravilhado com a Bimby) fez um cheesecake light para a sobremesa, que se não tivesse sido light estaria perfeito.
No domingo a febre Bimby continuou e fez dois rolos de carne e uma marquise de chocolate. Quem gostaria muito de ter provado esta sobremesa teria sido o Kiko, o nosso sobrinho que fez um ano (e que segundo consta, descobriu o maravilhoso mundo de soprar velas e cantar os parabéns). 1 ano! Passou a correr.

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Ontem foi dia de conduzir...

o BMW 320d e o Saab 93 Aero TiD

O Saab era um carro muito pesado, parecia que estávamos a conduzir um barco, não dava grande gozo, claramente um carro para o avô. Em oposição, o BMW tinha o pedal do acelerador muito leve, sentia-se mais a condução e tinha o sistema amigo do ambiente “start & stop”. Está escolhido, fico com o Pony.



Vichy Cristina Barcelona

Tudo começa com umas férias em Barcelona, e a partir daqui descarrila tudo: um espanhol (que diz tudo o que lhe vem à cabeça, com o maior à vontade), duas turistas americanas (uma é completamente louca e a outra é a certinha), e porque triângulos amorosos é coisa dos anos 60, eis se não quando aparece a ex-mulher (que é completamente passada da cabeça).
Mais um filme do Woody Allen que gosta de fazer misturas de todos os tipos, que gosta de confrontar todo o tipo de sentimentos, do conceito do “certo” e do “errado”, da felicidade, do amor. Os americanos, principalmente os homens, não ficam muito bem na fotografia.

O que é saudade?

As coisas que se encontram na Internet! A ideia está gira, perguntar aos portugueses o que é saudade, mas depois não percebo o que é que está a fazer um velho depravado a tentar mandar beijos a uma rapariga (mais parece que a dentadura vai saltar a qualquer momento) e a fazer “gestos simpáticos”. Que belo postal de Lisboa.

Salvem o Miguel



Nota: Alguém me explica como é que vamos saber, quando compramos uma garrafa de vinho, se a rolha é de plástico ou de cortiça? Quanto muito dá para não repetir a compra da próxima vez…

Hoje estamos num dia consumista…

Gostava bastante de mudar o frigorifico que temos na nossa cozinha (herdámos do dono anterior, uma verdadeira relíquia…).
Se alguém souber de um concurso qualquer para ganhar um frigorifico, avisem sff, porque seria interessante mudar o trambolho que está na minha cozinha.
E se o prémio fosse um destes (ver fotos abaixo) era perfeito.



Eu queria, já não quero....

este cãozinho que vi numa loja on-line. Queria mesmo, ficava tão bem lá em casa, mas depois vi o preço, 3 mil libras*, e mudei de ideias. Se alguém vir algo semelhante (basta o cão, porque depois forro-o a BD), mas a um preço credível, avisem-me porque já tenho onde o pôr lá na sala.

*Será que o preço está relacionado com o facto de estar num site exclusivista, com produtos que só são produzidos uma vez na vida, e em quantidades reduzidas, tipo 10 ou menos? É capaz…

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

F. tem acidente de automóvel

Ontem foi dia de travar a fundo mas… não ser suficiente.
Parece que um condutor de um BMW estava muito aborrecido porque o F. estava a demorar muito tempo a ultrapassar (ele, de facto lamenta não ter um carro mais potente). E assim do nada, o tal “senhor” ultrapassa o carro do F., e o outro automóvel que estava a ser ultrapassado (eram 3 faixas), e pela faixa mais à direita acelera como se não houvesse amanhã, e põe-se à frente do carro do F. e trava a fundo só para chatear. Sem qualquer espaço de manobra, e completamente surpreendido… o nosso querido Saxo fica bastante danificado (faróis partidos, capôt para dentro…). Pelo menos, foram só danos materiais…

Falta só referir um pequeno detalhe… o dito BMW era carro da empresa, de seu nome Montepio Geral, daí a atitude infantil. Acho que este senhor demonstra ter muito respeito pelo património do local onde trabalha…

Felicidade é...

posar com a sua barriga nova, em pleno Centro Comercial Colombo, para a minha máquina fotográfica, e não ligar a mais nada.

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Saudades inconscientes

Sabem aquelas pessoas que gostamos muito, mas que por força das circunstâncias, não conseguimos ver tantas vezes quanto desejávamos? O fim-de-semana que passou foi dedicado a matar saudades de um sobrinho-lindo-do-coração (que se porta tão bem ou melhor que um crescido num restaurante, e que teve a bondade de me oferecer uma migalha) e ainda de dar o primeiro jantar do ano cá em casa com o primo F. e respectiva “esposa”. Ela levou-me às lágrimas de tanto rir, e por momentos, após uma garfada, não estava a conseguir respirar, não estava a conseguir mastigar e estava tentar não rir, porque não iria correr bem se o fizesse. Quando nos juntamos com estes primos, começamos e terminamos a rir à gargalhada.

Nota: O Gaudí deu o ar de sua graça e tentou violar os dois primos, alternadamente, e das duas vezes que o fechámos de castigo no escritório, violou também os respectivos casacos e cachecóis (esta versão é totalmente nova). Anda possuído!

%

Era só para informar que o próximo bebé do grupo tem 90% de probabilidades de ser rapaz. Parece que ainda não é desta que vamos ter uma menina para cobrir de laços e vestir de cor-de-rosa.

Resoluções leva-as o vento*

Enquanto meio mundo fazia a resolução “este ano vou voltar para o ginásio”, eu andava a definhar porque não praticava desporto desde Agosto. Primeiro porque estava de férias, e depois porque me lesionei. O meu pessimismo nunca iria prever que o tratamento seria tão longo (na fisioterapia desde 12 de Dezembro, todos os dias sem falta, e ainda não acabou, provavelmente mais duas semanas) e que nunca mais iria ficar boa. Para sempre vou ter esta tendinite, que estará sempre ali, latente, à espera do próximo mau jeito, que me irá obrigar a repetir o tratamento todo outra vez.
Isto tudo para dizer, que hoje foi o meu primeiro dia no ginásio, depois de 5 longos meses de ausência, e que estou muito contente por voltar “ao activo”. A medo fiz todos os exercícios, e soube muito bem sentir dor até à exaustão, ficar sem forças e sair toda partida. Há gostos para tudo…

*Para quem não conhece o dito popular, o original é “promessas leva-as o vento”

domingo, 18 de janeiro de 2009

Rainha da Gafe

Durante muitos anos fui a Rainha da Gafe.
Não foi um título que exibi com orgulho…
Dizer coisas erradas na situação errada, à pessoa mais que errada, mas sempre com o timing certo, se é que me faço entender, era o meu forte. Cheguei ao ponto de cometer uma dupla gafe (não é para todos) quando me punha a contar as minhas saídas desastradas, e enquanto eu ria à gargalhada a pessoa do outro lado começava a desenhar uma cara séria. Nem me vou atrever a dar exemplos, nunca se sabe…
O reinado tinha que acabar algum dia, e terminou de uma maneira…como é que eu hei-de dizer isto…má, péssima, desastrosa, grave. Fiquei de todas as cores, e se pedisse desculpa a situação piorava, se ficasse em silêncio a situação piorava, o que quer que eu fizesse/ acrescentasse piorava. Quando me lembro da situação fico nervosa.
Vou-vos dar algumas pistas: filha ilegítima. Bom acho que esta chega.
Digamos que eu perguntei à dita pessoa se conhecia uma certa pessoa que conheço desde que nasci, e ela respondeu que era pai dela, e eu disse-lhe que deveria estar enganada… E insisti várias vezes que devia estar confusa, até que alguém me esclareceu à frente da rapariga (que não sabia onde se havia de meter). No meio disto tudo... tinha um meio-irmão ao meu lado.
Um momento Kodak só para mim.

Cedência

Há uns posts atrás escrevi sobre casais que conheço que discutem sobre “ter ou não ter cão”. Ora, pois este post serve para dizer que vou ter mais um cãozinho na família. Ele cedeu, e ela está feliz da vida. É já na primeira semana de Fevereiro, que o Gaudí vai ganhar uma prima nova, uma cadelinha, que ainda não tem nome. A única certeza é que é Labrador e preta.
Fotos em breve neste Blog.

Nota: Eu achava que o meu primo não ia ceder, mas a capacidade de persuasão de sua mulher é mais que muita! Se ela conseguiu isto, consegue tudo. Tenho dito.

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Fast Porto

O fim-de-semana no Porto, passou num ápice, parecia que estava a correr para a medalha de ouro. Foi mesmo muito giro, tivemos todos os segundos ocupados.
Sábado de manhã passear no paredão da Foz, que dia fantástico. Tanto drama com a neve e o frio, e afinal céu mais limpo impossível e um sol sempre presente. Almoço com a Tia G. e a prima P.
Em seguida fomos lanchar à casa nova da prima P.: amei a casa, adorei tudo, eu por mim morava naquela casa já, era a minha cara! Bastava trocar as fotos das molduras, semear mais umas quantas e estava pronta a habitar. Muito bom gosto. Lanche com os tios e os primos.
Ao fim do dia ainda fomos a casa para ver de raspão o primo S. que ia deixar as duas priminhas a passar a noite de sábado e o domingo lá em casa.
Inspira e expira, e lá vamos nós a caminho da casa dos amigos do Porto para jantar, pôr a conversa em dia e ver o Luizinho, que já anda, diz mamã e pede colo (parece que estou a falar de um boneco a pilhas). Que fofo. A I. só dizia “F. estás com umas perninhas tão fininhas…” era muito cómico o tom, com que o dizia.
Domingo de manhã, tomar o pequeno-almoço na esplanada, despedir dos amigos do Porto no parque infantil do Homem do Leme, e em seguida levar as priminhas do Porto, mais a Tia G. até à Fundação Serralves.
Nunca tinha ido com crianças a uma exposição, a C. e a M. têm 5,5 e 2,5 anos respectivamente, e foi mesmo muito engraçado. Fomos ver “Juan Muñoz – Uma retrospectiva” e calhou muito bem todas as salas estarem repletas de figuras em tamanho real, a fazerem coisas comuns… elas* acharam muita graça, e que vontade de tocar… Brincaram, correram, sentaram-se/ deitaram-se no chão para observar melhor e, basicamente, tomaram conta do espaço. O F. tirou fotos fantásticas desta visita a Serralves. Antes do almoço (quase à hora do lanche) ainda deu tempo para passear nos jardins, jogar à apanhada e fazer “rabiscos” no chão de pedrinhas.
Almoço com a prima M., Tia G., Tio T., prima P. e criançolas.
E assim sem mais nem menos eram 18h30 e estava na altura de regressar a Lisboa. Tem mesmo que ser? É que não deu tempo para nada…

*Elas decidiram levar os seus “filhos”. A boneca mais XPTO, de seu nome “BabyLife” (feia como tudo) falava, comia, fazia xixi e por aí fora. Passámos o domingo todo a ouvir a dita cuja com sotaque brasileiro a dizer “mommy tenho fome” “tenho caquinha” e por aí fora… era só exigências!









quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

A propósito da histeria colectiva nos media

Nunca vi tanta excitação com a nomeação da FIFA para o melhor jogador do mundo. Já não aguentava ver nos telejornais notícias do tipo “falta uma semana para a eleição da Fifa”, “Saiba tudo sobre os bastidores” que canseira… mas gosto muito deste anúncio, e sim, fiquei contentinha por ser um português a ganhar.

Campanha filmada da perspectiva de uma vagina

“A Grey Amsterdam lançará esta semana uma campanha de televisão para a marca Lactacyd (GlaxoSmithKline), em que o spot televisivo Protect Yourself é filmado da perspectiva de uma vagina. Esta estratégia pretende mostrar de uma maneira frontal que o Lactacyd deve ser usado sempre, de maneira preventiva, e não apenas quando as mulheres têm problemas genitais. A ideia é mostrar os perigos a que a vagina está submetida diariamente e que o Lactacyd ajudaria a prevenir. (…) A campanha será exibida na Holanda e na Bélgica ao longo deste ano”.

Nota: Que ideia genial!

quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Sugestão da semana: Puxem uma banheira e sentem-se







Nota: Sim, confirma-se é um cadeirão para pôr na sala de estar.

Quem diz que o 25 de Abril é dia da liberdade…

está enganado! As boas notícias chovem a potes para estes lados… uma amiga minha vai casar-se neste mesmo dia. Ora pois bem, a partir de 2009, o dia 25 d’Abril é dia de matrimónio. Que excitação. Estou muito feliz pela S., e o noivo está super aprovado! Quando recebi a notícia até me vieram as lágrimas aos olhos.

Palpite: Tenho para mim, que o 2009 ficou cheio de inveja dos rasgados elogios que fiz ao 2008. Cheira-me a despique.

Todos devíamos ser recebidos assim

Sem Calças! '09 Lisboa

"Todos estão convidados para o Sem Calças! '09 Lisboa, que se vai realizar no dia 10 de Janeiro às 15h00.

O No Pants! é uma missão pública que é realizada anualmente em várias cidades do mundo; a primeira decorreu no Metro de Nova Iorque em 2002.
Todos podem participar, sem aviso nem inscrição. Basta aparecer, vestido normalmente. Tudo o que é preciso saber está neste post: lê-o com cuidado.

*Isto é uma missão participativa. Não apareças se não tens intenção de tirar as calças.*

DETALHES

Quando: Dia 10 de Janeiro, às 15h00 (em ponto!)
Onde: Jardim de Telheiras, ao lado do metro. (R. Francisco Gentil)
Trazer: Um bilhete/passe de metro.
Não trazer: Câmaras de nenhum tipo, por favor.
Vestir: Roupas normais de Inverno (e calças, claro)
Facebook: Se tens Facebook, podes registar e divulgar este evento.
After Party: Depois da missão haverá uma after party informal. Quem chegar sem calças tem direito a uma bebida!

Necessário:
- Disposição para tirar as calças no Metro.
- Capacidade de manter a compostura enquanto o fazes. (i.e.: Não rir.)
- Em princípio, devem trazer-se cuecas ou boxers opacos por baixo. Nada de fios dentais: não tragas nada que mostre mais que um fato de banho. Viajar sem calças não é proibido, mas incomodar os passageiros com a nudez alheia é.
- Trazer kilts, saias, calções, vestidos e collants não conta.
- Podes trazer roupa interior especial, mas por favor nada que transmita a mensagem "Vesti esta roupa interior porque estou a fazer uma cena bué marada e parva!". O objectivo é os passageiros verem que são pessoas normais, apenas sem calças.
- Se quiseres traz também alguma coisa que costumes usar para passar o tempo no Metro: um livro, um jornal, uns auscultadores, etc."




quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Bebé a caminho

Estou mesmo muito feliz pelo facto da J. estar grávida! Uma notícia tão boa quanto esta (sobrinhos do coração nunca são demais) merece um post. Três vivas para a família J. e J. Ah! Pois é… em 2009 já temos uma alegria garantida.

Nota: A Sra. Grávida que vá informando a malta dos eventos mais importantes. A Comissão agradece.

Querias cinema à borla, não querias?

Andei eu a fazer pirraça a toda a gente que tinha acabado de receber um cartão para ver cinema à borla… e afinal o cartão MyZon foi suspenso pela Autoridade da Concorrência. O dito cartão entrou em vigor no dia 2 de Janeiro, e nem tive tempo para aproveitar uma vez que seja… Podiam se ter lembrado disso mais cedo.
O que me vale é o cartão do Benfica do F. que dá desconto para duas pessoas. Nada mal!

terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Primos à saída e à entrada

Já diz o ditado, os primos são para as ocasiões (está um bocadinho alterado) e fechei o ano na companhia de primos, a jogar Buzz. Vou ter em mente para a próxima passagem-de-ano não ter o relógio atrasado 10 minutos…

Logo no dia 2 foi dia de celebrar os 29 anos do primo C., com direito a karaoke e tudo. A família em peso teve direito a assassinar músicas à tonelada, o meu pai cantava tão mal, tão mal, que fiquei com dor de cabeça.

Para não perdermos a pedalada do Natal, tivemos mais dois almoços com as respectivas famílias, já faz parte nos primeiros dias de Janeiro.

Raspas do Natal

O Natal que passou foi comemorado com muito vigor (não confundir com a marca do leite) quero com isto dizer que não poderia ter celebrado mais o Natal: jantares de Natal, almoços de Natal, com amigos invisíveis, semi-invisíveis (são aqueles que sabemos quem são mas fingimos que não sabemos), chá de Natal com amiga vinda expresso de Macau (que honra), jantares do sapatinho, jantar dos novos coleguinhas, e só não consegui ir ao almoço dos ex-colegas porque tinha mesmo que trabalhar… Até o convívio com a minha família foi a dobrar, e com o grande bónus do regresso do primo C. (que saudades) que por sua vez se fez acompanhar pela minha nova prima, a F. (gostei de ver o seu grande entusiasmo a oferecer e a receber os presentes). No jantar da família do meu marido, eu estava igualzinha a duas das crianças, que também optaram por vestir uma mini-saia de xadrez (acho que já percebi a mensagem), uma das tias decidiu fazer o reparo, o diálogo segue abaixo:

Tia: “Raquel hoje não veio de saia, para variar” (esta tia diz que nunca me vê de calças)
Eu: “Então não vim?!”
Tia: (Olhar inclinado para a minha saia) em silêncio.
Eu: “Ah! Sim, hoje vim de cinto…”

E com tanto encontro e reencontro… foram também muitos os presentes. De destacar um presente muito querido, um álbum, para reunirmos as melhores fotos desde que estamos juntos, uma massagem para cabeça, pescoço e ombros e um dos presentes que ofereci ao F. e que achei que era a cara dele! (foto abaixo).