quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Sobre o dia de anos do meu filho...

O Francisco chegou atrasado à escola, e quando entrou na sala, estavam todas as crianças sentadas numa roda e começaram a cantar-lhe os Parabéns! Que queridos...

Todos os meninos da sala fizeram um desenho para o Francisco, e a grande maioria acrescentou uma dedicatória. A que me deixou de boca aberta foi a de uma Mariana, que escreveu apenas "Amor" e desenhou-se a ela e ao meu filho tipo noivos. O desenho estava brutal! Eu é que não estou preparada para ser sogra. (Logo à noite ponho aqui a foto do desenho maravilha).

Tive a "ideia-brilhante" de comprar velas mágicas para o bolo do Francisco. Pequeno pormenor o meu filho tem asma, e as filhas-da-mãe-das-velas não se apagavam por nada. Às tantas já estava eu e os amigos da escola todos a tentar apagar as malditas das velas. E o Francisco com tosse...

Quando saímos do colégio, fomos até ao carro, buscar a bicicleta do Faísca, presente dos 4 anos, mas como ainda não estava toda montada, ficámos no parque de estacionamento a apertar porcas e coisas que tais... e qual não é o meu espanto quando vejo, e passo a citar o meu filho, "uma pilinha gigante" no meio da rua.
Estavam a fazer umas filmagens no meio da rua, com uma pilinha que ia descansada da vida, a descer as escadas e dava de caras com duas miúdas na rua, que apanhavam um valente susto! O meu filho não estava a acreditar no que via... Só chamava pela pilinha, que não lhe ligava nenhuma. Às tantas lá gritou "Olá pilinha!". E a pilinha respondeu "Olá!". Foi um sonho concretizado para o meu filho, que passa a vida a dizer rabo, pilinha e cocó.



No dia 29 de Outubro foi mais ou menos isto...


Para quem ainda não sabe, eu, a minha mãe e o meu filho fazemos anos no mesmo dia.
E este ano não foi excepção.

Nota: A foto é do ano passado, porque a festarola em família só vai ser este sábado!

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Sabes que estás a ficar velha quando...

às 4h30 da manhã achas boa ideia ir tirar as nódoas de vinho da toalha da mesa de jantar.

Jantar de amigos

Fizemos um jantar com amigos (sem crianças) cá em casa: 6 garrafas de vinho para 6 (eu não bebo), e uma era uma garrafa de cachaça de 2002 (vinda directamente do Brasil, da viagem de finalistas!), falámos muito, rimos até ir às lágrimas, partiu-se a loiça (literalmente), esvaziaram-se as garrafas, tivemos lágrimas, viagens ao passado, desabafos, confissões, debates acesos, surpresas, segredos...

A tertúlia acabou às 4h30 da manhã.

Nota: Só faltou mesmo a madrinha. Porque até a M. a nossa amiga que está neste momento em África a salvar o mundo marcou presença via skype (aproveitámos e fizemos a onda).

Quem marca o jantar para Novembro?


domingo, 27 de outubro de 2013

Reunião de Pais

Não aconteceu nada como nos filmes... Antes de ter sido apresentado o programa para o novo ano lectivo, a professora deu a todos os pais o desenho que cada criança tinha feito. O tema era "Eu aos 4 anos" quando nos entregou o desenho do nosso filho, explicou "Ele neste dia estava um bocadinho irritado..."e fomos presenteados com um rabisco pegado,os outros pais receberam desenhos lindos, com a figura humana, com várias cores... Havia lá uma mãe que só faltava andar com o desenho da filha ao peito...

No fim da reunião, e tendo em conta o tema para este ano lectivo, qualquer coisa como "Eu sou especial porque sou eu", mostraram uma foto dos meninos da sala dos 4 anos, todos sentados numas escadas do páteo, e todos a abraçarem-se uns aos outros, e aos beijinhos, TODOS menos... adivinhem? O meu filho, claro! Que estava com um ar do género "mas essa foto quando é que acaba..."

Já à saída aproveitei para falar com a professora para saber o que achava de tudo isto... a conversa ia longa, e a mãe de uma criança da sala do meu filho, que estava mesmo ali ao lado, virou-se e disse: "Não se preocupe que o Francisco é muito apreciado lá por casa..."

O que é que se responde a isto?




sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Somos TÃO desportistas...

Lá por casa voltou tudo a praticar desporto. Eu regressei ao ginásio, a ir 2 vezes por semana, o F. vai jogar Ténis com um amigo, o Francisco vai todas as semanas ao Futsal e ao Mini-Ténis. A Beni passeia a sua mala rosa da minie pela casa.

E ao contrário do que a maioria gosta de fazer, eu gosto mesmo de ir ao ginásio no Inverno. E faço sempre uma pausa nos meses de Verão.

Quando saio das minhas aulas de fitness, para além de me sentir a Cláudia Schiffer, fico com uma energia pronta para salvar o mundo! Não se explica mas sinto-me tão bem!

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

O Sr. Destino acha que manda alguma coisa...

Numa entrada para a auto-estrada, noite adentro, deparo-me com um carro em contra-mão a fazer marcha atrás... Desvio-me a tempo.

Perto de casa dos meus pais, quando ia a virar para uma rua de sentido único, deparo-me com uma scooter toda despachada, em contra-mão. Travei a tempo.

Em Lisboa, na rua de sentido único da Cervejaria Trindade, dou de caras com um  carro em contra-mão, com um casal de velhotes lá dentro. Paro com muita tranquilidade.

Um belo dia fui presenteada com uma doença crónica. O Sr. Destino pensou: "Isto não vai a bem, vai a mal... Daqui a 10 anos falamos".

Nota: Em todas estas situações estava sempre sozinha no carro, e os condutores eram sempre homens.

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Mistério desvendado

O Francisco finge uma conversa num telemóvel-brinquedo. A conversa já ia longa e perguntei-lhe: "O Francisco está a falar com quem?". "Resposta pronta:"Com o Está Lá!"

Pois claro! Com quem mais...

terça-feira, 22 de outubro de 2013

A mãe sabe tudo*

O Francisco pergunta tudo e sobre tudo: "Porque é que as nuvens estão a tocar no mar?", "Porque é que é de noite?", "Porque é que a mana não fala?" ou "Porque é que o pi-piu fez cocó no nosso carro?".

A minha resposta à última questão: "Porque o passarinho estava muito aflito para ir à casa de banho, mas como não avisou a mãe a tempo, acabou por fazer cocó no nosso carro..."

*Sim, tenho resposta para tudo.

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Um nobel para mim

Eu merecia um prémio, tipo Nobel ou Globos de Ouro, de cada vez que telefono a alguém, a tempo e horas, no seu dia de aniversário. E quando telefono para dar os Parabéns no dia de anos de um filho de um amigo merecia ganhar em mais uma categoria qualquer... tipo "Melhor vestida" ou "Revelação".

Nota: Há dias em que não há Birthday Alarm, post-its, alarme no telemóvel que me valha...

domingo, 20 de outubro de 2013

A sessão fotográfica

De facto não faz o nosso género ir para um estúdio fazer caretas. Não vamos repetir.
A família toda foi fotografada separada e junta. A síntese:
O Francisco ao inicio gostou tanto da ideia que virou costas à fotógrafa. E não estávamos a conseguir fazê-lo mudar de ideias.
A Beni fixou-se num adereço, uma cadeira rosa da moranguinho, e fez todas as fotos agarrada à dita cadeira.
Na foto só dos manos, a Beni não queria largar a cadeira, e o Francisco não queria largar umas orelhas da Minnie. E sim, elas estavam colocadas na cabeça do meu filho.
Quando chegou a altura de fotografar só os 2, a coisa piorou. Porquê? Porque o fotógrafo estava a pedir-nos poses à la casamento-piroso. Tive que explicar ao senhor que não fazia o nosso género, e sugeri outras "poses".
Estou a apostar todas as minhas fichas na foto de família. A ver vamos...

Nota: Vamos ver as fotos na segunda semana de Novembro.



A minha filha acha que é a Rainha de Inglaterra

Acena a todas as pessoas que passam. E as pessoas acenam de volta.

Nota: E como os estranhos já se metem pouco comigo e com os meus filhos... A Beni achou que devia dar uma ajudinha.

Mãe vou só ali dar uma voltinha de bicicleta...



sábado, 19 de outubro de 2013

Eu também não percebo II

Eu detesto cozinhar e... tenho mais livros de culinária no meu currículo (trabalho em marketing editorial*) que muito boa gente que sabe fazer mais do que uma bolonhesa.

*Não se assustem, eu "só" escolho as receitas, revejo a tradução, dou e invento dicas de nutricionista/ cozinheiro, dou nome às colecções, idealizo a paginação e às vezes dou nomes mais bonitos às receitas.

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Eu também não percebo

Detesto cozinhar mas adoro ver programas de culinária... Sou capaz de ficar a ver o Jamie-stressado, a Nigella-lambe-dedos, a Lorraine-minuciosa horas a cozinhar. Não se explica.



Comentário do Francisco quando viu esta imagem: "Porque é que a menina está toda suja?".

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

No Porto

O último fim-de-semana foi no Porto. E passou a correr: pequenos-almoços na esplanada, almoços em família, jantar de aniversário com kilos de amigos e filhos (que eram mais que as mães!), passeio no paredão com o cão da família que pesa uns 45 kg (ainda bem que é civilizado, se não passeava-nos a nós), ida ao parque infantil (e ver uma bebé com a idade da Benedita com as unhas pintadas e as orelhas furadas!!), ainda tive tempo para cortar o cabelo e dar um saltinho até Serralves. Isto sim, é um fim-de-semana bem aproveitado. Temos que voltar ao Porto...



Legenda típica de baby blogs: Carrinho Bebé Confort da baby B. (antigo), Mala de pele Zara Woman colecção 2013, Bicicleta Chicco sem pedais do F. (ano passado).Na realidade o que interessa mesmo é... a paisagem.

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Na pediatra

Desde que nasci que alguém conhece alguém parecido ou igual a mim... Toda a gente acha que me conhece de algum lado...

A pediatra dos meus filhos disse que se lembrava de mim todos os dias porque ouvia na TSF um anúncio a uma seguradora, em que a voz da senhora do anúncio é igualzinha à minha. Obviamente que eu sabia qual era o anúncio (eu papo anúncios) mas não me lembro minimamente da voz...

Já estava habituada a que me achassem parecida com meio mundo... agora a minha voz... não. Até porque segundo consta, a minha voz não é muito vulgar. Dizem.

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Carrinho de bonecas

Comecei a minha pesquisa de mercado para oferecer um carrinho de bonecas à Benedita.
Gostei deste que é da Imaginarium, mas ainda só o vi online. Já me deram muitas ideias (vou saltar a sugestão de ir às lojas dos chineses) mas ainda não tive tempo para fazer uma pesquisa como deve ser. Para a semana animo-me!
 
Se virem um carrinho giro partilhem sff. Obrigada.

 

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Dar presente a 1 ou aos 2?

Ainda não decidi o que fazer em relação a este assunto...

Quando dão um presente a um filho, dão sempre também ao outro(s)?
E no dia de anos?

Esta semana oferecemos uma malinha rosa-pirosa à Benedita, e não comprámos nada para o Francisco. O Francisco não achou graça nenhuma, roubou a malinha à mana, fugiu, amuou, cruzou os braços e fez cara feia. E por acaso, nessa mesma manhã, a avó tinha lhe dado vários carrinhos.

Também já tinha acontecido o contrário, oferecermos um presente ao Francisco e nada à Benedita.

Antes de ter filhos sempre defendi que só se dava presentes ao filho que fazia anos. Agora não sei o que faça...


quarta-feira, 9 de outubro de 2013

A novidade do dia! Da semana! Do mês!

Imaginem que gostavam muito de um alimento mas que a partir de uma certa altura da vossa vida, não o podiam ingerir se não ficavam muito mal-dispostos,  para o voltarem a ingerir tinham que comprar uma versão fraquinha. Assim uma versão marca branca mas em mau. Já imaginaram não já...

Ora que hoje descobri que a marca de leite Vigor lançou agora no mercado uma versão sem lactose!
Acho que não vos consigo explicar a minha alegria! Finalmente vou voltar a beber leite com sabor a leite, sim apareceu na altura certa, estava mesmo a pensar em parar de beber leite.

Quando estava no hospital passei a beber a marca Mimosa, de fugir, o leite é adocicado. Depois descobri a marca Nova Açores, que era já bastante boa, e agora essa grande referência que é a marca Vigor, lança esta novidade. Já provei o leite e é igualzinho. Não se nota a diferença de um Vigor original!

Ah! E é mais barato que a marca líder de mercado (Mimosa), o novo Vigor custa 1,19€ e o da Mimosa custa 1,44€!

Agora para ser a cereja no topo do bolo, só falta a Vigor lançar a versão em pacotinhos pequenos.


Sessão fotográfica

Um dos presentes que recebemos no Baptizado da Benedita foi um vale para uma sessão fotográfica em família. E fomos apanhados de surpresa...

Sim, nós gostamos de tirar fotografias. Sim, nós gostamos de espalhá-las pela casa. Sim, a todas as variantes relacionadas com fotografia... mas uma sessão fotográfica parece tão "plástico".

Lá vamos os 4 enfiarmo-nos num estúdio, todos vestidos de branco (é o que eu costumo ver), e vamos fingir que somos a família mais feliz, divertida e maluca do mundo!

Isto de fotos com hora marcada não é para nós. Mas vou marcar, até porque o prazo está mesmo a acabar, e depois digo como é que correu...

Nota: Primeiro adiei a sessão fotográfica porque estávamos esquálidos, depois era Verão e não íamos perder um fim-de-semana de praia por causa disto (só faltamos em caso de funerais, casamentos e baptizados), depois eu estava tão inchada tipo "Sponge Bob" e com uma ressaca tão grande de hospital que nem as fotos a preto e branco iam conseguir disfarçar o meu sorriso amarelo. Bom, e agora não tenho mais desculpas porque o prazo acaba em Novembro.

A ver se despacho o assunto hoje.


Nota 2: Esta família não somos nós (para quem não nos conhece). O F. não é careca, eu não estou grávida, e o Francisco não tem um caracol! Mas vi esta foto e deu-me imensa vontade de rir...
Estão a ver? Estão todos vestidos/ despidos de branco!


terça-feira, 8 de outubro de 2013

Fim-de-semana de crescidos

O fim-de-semana que passou foi escolhido para rifar a criançada. Sexta-feira fomos jantar fora só os dois, sem interrupções do género: "Francisco pára de escalar o candeeiro", "Beni tira os brinquedos da boca" e por aí fora... Um descanso. Saímos do restaurante à meia-noite.
No sábado à noite fomos ao cinema ver o "Blue Jasmine" do Woody Allen. Valeu a pena. A Cate Blanchett faz o filme todo, não era preciso mais ninguém!
Estávamos mesmo a precisar. E a sogra adorou ficar com os netos.




O novo vício lá em casa



Existem na versão com doce de framboesa, laranja ou limão. Compramos a versão Pingo Doce ou Continente e confesso que não noto grande diferença. Para quem ainda não provou, recomendo muito.

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

A Benedita com 1 ano e meio

É destemida. Vê-la no mar de Moledo, a levar com as ondas em cima e a ficar na maior deixou-me estarrecida. E refilava quando íamos para a toalha. Quantos estranhos na praia ficavam a olhar para a Benedita boquiabertos e a apontar...

Defende-se. Protesta quando o mano lhe rouba os brinquedos, e luta para que isso não aconteça. Não é, claramente, uma criança que fica a olhar e a chorar, à espera que o problema se resolva.

É uma pirosa. Agarra em sacos, malas e passeia-os pendurados no antebraço. Não sei onde é que ela viu isso... Ontem o pai, sozinho, comprou uma malinha-rosa-pirosa com a Minnie (que ela adora). A Beni vai amar!

É uma mimada. Pede colo com o ar mais derretido que possam imaginar. Encosta a cabeça (mesmo quando está em pé) à nossa perma, ao nosso braço, a pedir mimo.
Chora quando nos vê a ir embora.

É mulher. Sabe fazer charme, sabe fazer um olhar, um ar, um sorriso quando quer que lhe façamos as vontades todas. Tem a escola toda.


domingo, 6 de outubro de 2013

Só me meto em confusões

Na semana que passou fui ao Colombo fazer umas compras. Tinha que tratar de alguns assuntos pendentes. Primeiro arranjar a haste dos meus óculos, que decidiu soltar-se da armação... E enquanto esperava para ser atendida fui à Hussel, mesmo em frente, para comprar gomas. Quando chegou a hora de pagar reparei que tinha deixado o cartão multibanco no saco da ginástica, que estava em casa... Pedi muitas desculpas à rapariga da loja e saí a morrer de vergonha. Tinha dentro da minha carteira 20 cêntimos. O que como bem sabem... não dá para nada.

Arranjei os óculos à borla. Menos um problema.

Última questão, tinha o carro no parque de estacionamento do Colombo. E agora?

Liguei para uma amiga que gosta muito de fazer compras, mas azar o meu estava em casa. Pedi-lhe para lançar o alerta no Facebook: "Está alguém no Colombo?". Ninguém.

Bem, não tinha muito mais a fazer: vou contar a verdade.
Dirigi-me ao escritório do parque de estacionamento. Tentei, mas não estava a dar com o local. Vi um segurança a passar naqueles carrinhos de golf, tentei chamá-lo mas em vão, não me viu/ ouviu. Comecei uma pequena perseguição ao carrinho de golf. Lá me cruzei com o senhor segurança. Perguntei onde é que eram as instalações, e expliquei o sucedido. Ofereceu-se para me levar lá. Estão a ver-me no carrinho de golf? Eu e o Sr. segurança, os dois a "passear"de carrinho de golf no parque de estacionamento... Idílico.

Cheguei ao local. Expliquei o sucedido, cheia de vergonha. O senhor foi super simpático. Deu-me um "free card" e o prazo de 10 minutos para sair do parque. O segurança do carrinho de golf foi super simpático e ofereceu-se para me levar até ao meu carro, já que o dito estava estacionado na outra ponta do mundo.
E lá fui eu, no carrinho de golf, cheia de vontade de rir, até à porta do meu Picasso... Fica a faltar a foto, eu sei, mas achei que seria demais...

sábado, 5 de outubro de 2013

Sayonara chucha

Antes do Verão acabar, numa bela noite lá em casa, não encontrávamos nenhuma chucha, e estava na hora de deitar o Francisco. Virámos a casa do avesso. Nada. O Francisco teve que dormir sem chucha, protestou um bocado mas acabou por adormecer. E a partir dessa noite decidi que não se iria dar mais chucha. Quase com 4 anos e ainda de chucha! Tudo ao contrário do que sempre defendi. Aliás, por mim já lhe tinha tirado a chucha aos 2 anos mas o F. disse que não havia necessidade, que ia traumatizar a criança... e assim se foi arrastando...

Num fim-de-semana em Troia o Francisco encontrou por acaso uma chucha no chão, debaixo do sofá. Simbolicamente deitei-a fora num caixote da praia (sem ele ver).

Todas as noites pergunta pela chucha e eu respondo sempre que "o cão levou". Conversa que já teve muitas variantes, já lhe disse para ir falar com o cão (que eu não tenho nada a ver com isso), e ele responde "Ó mãe o cão não fala!", ou "Se o cão é que tem as chuchas, então é bebé!".

O Francisco já não ligava muito a cães... agora então...