sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Fotocópias de universitários gratuitas

“A FreeMedia lançou um novo suporte publicitário dirigido ao target universitário: a veiculação de publicidade pré-impressa em fotocópias. Através da inscrição no site www.copyfree.pt, os estudantes podem beneficiar de até sete mil cópias gratuitas em centros de cópias de várias universidades do país, contactando assim, com as marcas que patrocinam o serviço. Esta acção não abrange fotocópias de livros e sebentas”.

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Raquel em versão musical

O desafio do blog “Olhares que falam” foi: Pôr uma fotografia nossa, escolher uma banda e responder a uma série de perguntas só com músicas desse grupo/artista.
E a minha escolha é Beatles/ John Lennon

1) És homem ou mulher? “Mind games”
2) Descreve-te: “Run for your life”
3) O que as pessoas acham de ti? “I’m looking through you”
4) Como descreves o teu último relacionamento? “Don’t let me down”
5) Descreve o estado actual da tua relação: “I want you”
6) Onde querias estar agora? “yesterday”
7) O que pensas a respeito do amor? “One day at a time”
8) Como é a tua vida? “Imagine”
9) O que pedirias se pudesses ter só um desejo? “Starting over”
10) Escreve uma frase sábia: “Imagine there’s no countries, it isn’t hard to do, no need to kill or die for, and no religions too”


Sopa Bimby

Ontem o F. fez a primeira sopa na Bimby. Uma das muitas regras é “nunca utilizar a máquina sem ter uma primeira demonstração”, no dia anterior o top model foi a casa da tia e viu como se fazia uma sopa. Ontem seguindo mais ou menos uma receita, fizemos a nossa primeira sopa e ficou óptima.

Vantagens:

1) não se suja quilos de loiça e utensílios, pois depois de cozer os legumes, no mesmo recipiente, e mudando a função, tritura tudo.

2) Não estamos preocupados com o tempo, ou se o lume está muito alto ou muito baixo. Tudo é pré-definido e não há hipótese de queimar a comida.

3) Receitas Bimby na Internet não faltam.

Desvantagem:

1) Faz muito barulho. Mesmo. Portanto se alguém tiver um desejo nocturno de fazer um bolo de chocolate, provavelmente vai acordar o vizinho do lado.

Gommage Marin

Adorei o presente que vocês me deram: gostei muito do espaço, do facto da senhora que me acompanhou para todo o lado falar sempre muito baixinho, de ficar de roupão deitada num sofá XL a beber chá (a melhor sala de espera de sempre), das velas por todo o lado, do cheiro, do silêncio, e da sessão em si. Que maravilha.

Nota: Muito obrigada pelo presente, acertaram em cheio. Estou a pensar seriamente em voltar lá…

Nota2: A dedicatória no vale LeSpa ficou lá, mas a senhora foi muito simpática e tirou uma fotocópia.

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

O que é que fizeste hoje?

C.: “Apanhei uma intoxicação alimentar”
Eu: “As melhoras, isso é horrível!”
Eu: “O que é que andaste a comer?”
C.: “Fui jantar à China no domingo, se calhar foi aí”

Nota: Convém esclarecer que esta minha amiga vive em Macau. Não está propriamente em Lisboa a pensar: “Em que país me apetece jantar hoje…”. As conversas com a C. têm sempre uma “dinâmica” completamente diferente, com a pergunta: “Então novidades?” a resposta pode ir parar a Hong Kong, Tailândia, China, Macau…

Nota2: Nas próximas férias grandes adorava ir visitar-te. Nunca se sabe.

Show off

Hoje de manhã a caminho do trabalho, num dos dias mais frios deste Outono, o carro que ia à minha frente, era nem mais nem menos que um descapotável… O condutor (só os homens fazem estas figuras) ia no seu Mercedes com a capota para baixo mas tinha os vidros todos fechados!

Eu pensava que a crise de meia-idade se traduzia numa namorada de 20 anos toda oxigenada e num carro cor de ovo estrelado… eles estão a ficar cada vez mais rebuscados.

terça-feira, 25 de novembro de 2008

Despertador com pernas

Anda aí um despertador a dar que falar, o “Clocky”, que para além de ter um barulho irritante (parece o R2 D2 da Guerra das Estrelas), não é fácil de desligar. E porquê? Porque assim que dispara o alarme, começa a correr pela casa fora super stressado… O Clocky foi criado a pensar naquele tipo de pessoas que nunca se levanta à primeira, e carrega no botão para mais cinco minutos de sono. Com este gadget não só tem de se levantar para desligar o despertador, como também correr atrás dele…
Acho o despertador muito giro mas não o comprava nem por nada. Ficava logo uma pilha de nervos, não durava dois dias lá em casa…

Nota: Andei à procura de vídeos para mostrar este despertador em acção, e deparo-me com vários filmes caseiros do tipo “a reacção do meu cão ao clocky” ou então “clocky Vs um boneco de borracha tipo transformers” enfim…o despertador virou brinquedo. Aqui fica um exemplo.




segunda-feira, 24 de novembro de 2008

A bolonhesa tem os dias contados

Hoje apareceu cá em casa uma visita muito especial… a Bimby! A tão famosa e falada máquina faz-tudo-depressa-e-bem, está cá em casa a passar uns dias. A minha sogra emprestou-nos, que é a mesma coisa que dizer, ofereceu-nos, e esta semana vamos começar a fazer as primeiras iguarias. Em breve, estarei a escrever posts a dizer maravilhas (ainda não ouvi ninguém a dizer mal desta máquina). Caros amigos e pai (que não era muito fã) o meu esparguete à bolonhesa tem os dias contados, o “prato dos preguiçosos” vai passar à história.

Não resisto a citar um excerto do livro de instruções: “a Bimby pica, rala, bate, amassa, mói, tritura, emulsiona, pulveriza, pesa…” Que excitação!
Cá por casa, enquanto o top model fala nas sopas, eu só penso em experimentar o tão famoso bolo de chocolate. Cenas dos próximos capítulos para breve.

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Mais um pretexto para falar do Natal...

Segundo um estudo realizado pela Marktest a maioria dos portugueses vai oferecer roupa neste Natal, não tenciona gastar muito dinheiro e vai comprar os presentes na primeira quinzena de Dezembro.

Eu já comprei os presentes de Natal todos, sem stress, sem filas… bastou-me a experiência de 2006, ano em que tive que comprar um presente que faltava, na manhã de dia 24 de Dezembro. A não repetir.

Já o dia 24 de Dezembro de 2007 foi o melhor de sempre, o dia todo na praia, esteve um dia fantástico no Guincho, e foi também o primeiro jantar de Natal lá em casa, não só com a família, mas também com os nossos amigos. Muito boas recordações.





quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Animem-se, vem aí o Natal!

“Embrulhar presentes pode ajudá-la a queimar 100 calorias por hora”
in Cosmo (a revista nº 1 em informação)

O dia da tanga

E para quem estiver interessado em ver gente de cuecas no meio da rua e à luz do dia, é muito simples, basta ir ao Stockmarket, de Lisboa ou do Porto, no sábado, entre as 12h e as 13h.
A feira de roupa de marca com grandes descontos regressa a Lisboa, e desta vez com um desafio bem fresco: “Venha de tanga e saia vestido!”
Quem quiser ganhar uma fatiota nova, só precisa de saber que “as primeiras 50 pessoas a aceitarem este desafio, a organização oferece a entrada, e os lojistas oferecem roupa para se cobrirem da cabeça aos pés.

Data de Lisboa: 29 de Novembro a 1 de Dezembro, das 10h às 20h.
Preço: bilhete individual 4 euros por dia, bilhete família (4pax) 2eur cada pax por dia.

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Lobby freak

Se me pedissem de rajada: “ diz uma coisa que realmente detestas fazer” a primeirinha que me vinha à cabeça, mas a primeira mesmo (informo que é estúpido) seria: comprar calças. Detesto, odeio comprar calças, e é uma coisa que só de pensar que tenho que fazer… cansa-me…
E assim, como não posso sair de casa em roupa interior e uma camisola, chega o dia que tenho um rasgo de paciência (por norma acontece duas vezes por ano) e lá vou eu a caminho de um centro comercial.
Ontem foi o dia, e chego à conclusão que é cada vez mais complicado comprar umas calças normais, daquelas nem muito escuras, nem muito claras, nem muito justas, nem muito largas, sem bolsos quase na dobra do joelho, nem uma cintura debaixo do braço e… (agora vem a parte complicada) lisas! Por lisas entenda-se: sem manchas a fingir gasto, sem manchas a fingir sujo, sem manchas de lixívia, sem remendos, sem bordados, sem brilhantes, sem costuras com cores que não lembram o diabo, sem porra nenhuma! O lobby das calças freaks está montado, e para quem quer ser diferente e pretende comprar umas calças normais a tarefa está dificultada, e por vezes até são mais caras…
Depois de muito veste-despe-veste-despe-veste… consegui comprar umas calças normais, que foram mais caras (de facto se pensarmos bem, o que é raro, faz-se pagar bem) e tive uma crise de meia-idade, portanto uma crise de aborrecente de 15 anos, e comprei ainda umas calças super-freak, com tudo o que tinha direito: remendo, lixívia e quando me sento vê-se o risco do rabinho. Excelente! Só me falta mascar pastilha elástica de boca aberta e dizer bué bués, e pás, e yás…

Para os fãs do Alvim

Hoje é a apresentação do livro “50 anos de carreira” de Fernado Alvim, este é o convite válido “para duas pessoas e eventualmente 3, se trouxer consigo uma prima bem jeitosa”.

Cliquem no convite e leiam o texto. Vale a pena.





segunda-feira, 17 de novembro de 2008

A blogosfera está a morrer

Dizem os especialistas que “a blogosfera está a morrer”, e explicam que isto acontece porque “chegou ao fim o amadorismo puro da blogosfera e do encanto da própria blogosfera, que estava à parte da sociedade e que influenciava os media e os políticos”.
Agora os blogs já entraram “no mainstream, já não [são] culturalmente inovador[es], já não [são] vist[os] como uma coisa underground”.

Actualmente os bloggers dividem-se em dois grupos: os mais populares ou mediáticos designados por “prós ou A-List, que conversam entre si, em círculo fechado e que só lincam outros prós ou para os mainstream media, nomeadamente o Público”. E a B-List, “os amadores que representam muito do espírito inicial da blogosfera”.

Agora parece que quem não está no Twitter, no Facebook, no Delicious ou no Flickr está completamente desactualizado.

Sugestões a explorar!

Dose dupla

E para nos despedirmos em grande do Santini (fechou ontem), comemos gelado como se não houvesse amanhã (bom… e vistas bem as coisas não há). Eu, o top model e o afilhado despedimo-nos dos nossos sabores preferidos.
A cena cómica era ver o M. com a sua inocência de criançola/ aborrecente a pedir para experimentar não sei quantos sabores diferentes (o empregado cheio de paciência) … e com o “prova daqui, prova dali” comeu à vontade uma bola de gelado à borla. Boa táctica a pôr em prática já em 2009.

Na casa do Toy

A Sic teve a brilhante ideia de fazer o programa “Na casa do Toy” cujo o grande interesse era acompanhar o dia-a-dia desta grande estrela que é o cantor pimba Toy.
Não há uma única coisa boa a apontar… vinhaça logo ao pequeno-almoço, conduz com o joelho e fala ao telemóvel ao mesmo tempo, e diz que todas as multas que teve na vida foram “somente por excesso de velocidade” e para terminar em beleza: strip-tease para a família toda (crianças incluídas). Que deprimente…

domingo, 16 de novembro de 2008

Onde é que acaba a solidariedade e começa a falta de respeito?

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

A questão do cão

No fim-de-semana que passou, estivemos por acaso com os dois casais que conhecemos que “lutam para ter ou não ter cão”. E foi engraçado observar as diferentes reacções ao Gaudí (que sem fazer muito, só a marcar presença, despoletou dois monólogos).
No primeiro casal, ela (que não quer) disse “pronto agora já vamos ter conversa do cão para a tarde inteira”. Ele não disse nada.
No segundo casal, ela (que é quem quer), fartou-se de fazer festinhas ao Gaudí, e só dizia “está tão calminho, tão bem comportado”. Ele não disse nada, e mal tocou no cão, para ver se o assunto do costume não vinha à conversa.
Eu e o F. sorriamos a assistir aos jogos de “imposição e cedência” entre os dois casais.

domingo, 9 de novembro de 2008

Fraquinho

Não consigo explicar a minha adoração pelos filmes do James Bond, eu sei que é “vira o disco e toca o mesmo”, que a fórmula não varia: agente secreto implacável e machista, leva todas para a cama e viaja que se farta.
E mesmo assim fui ver o “Quantum of Solace” e achei bastante fraquinho… preferi o primeiro da série “Daniel Craig”. O novo filme tem de facto cenas de acção espectaculares, mas depois a história quase que não existe, acho mesmo que se esqueceram do argumento em casa… tem muitas pontas soltas.

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Jovem, bonito e bronzeado

Berlusconi desvendou os ingredientes necessários para que a cooperação entre a Itália e os Estados Unidos melhor exponencialmente.

Quando ainda estamos a recuperar de uma gaffe, o primeiro-ministro italiano esforça-se e supera-se. É incrível, este senhor não tem noção do ridículo.

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Jornalista em versão holograma

A CNN na batalha pelas audiências, decidiu apresentar uma jornalista em directo no estúdio, em versão holograma. O pretexto era que a jornalista estava a acompanhar as eleições numa cidade, e o programa estava a ser transmitido noutra. Solução? Um holograma, pois claro.
A aparição da repórter teve direito a aplausos e tudo, mas gostaria de saber quantas pessoas realmente ouviram o que a senhora estava a dizer… poucas, digo eu. No estúdio e em casa, a audiência estaria mais preocupada em perceber, como é que a técnica dos feixes de luz funcionava. E assim uma notícia deu origem a outra notícia completamente diferente.

Converse com música

A Converse acaba de lançar a nova colecção Outono/Inverno 2008-2009 “Music Collaboration”, que presta homenagem a grupos e músicos que transformaram a cultura, a música… Os homenageados são: Kurt Cobain, The Doors, The Grateful Dead e Black Sabbath.
Aqui ficam as imagens de alguns. Gosto especialmente da mise de rosas da caveira…



“Os tipos da publicidade estão sempre a inventar”

Primeiro foi o “aloé vera”, não havia nada no mercado que não tivesse este ingrediente, do creme ao iogurte. E o mais engraçado é que ninguém sabia o que era, e que benefícios trazia para a saúde.
Depois foi a manga, só me lembro que de cada vez que pedia qualquer coisa num restaurante ou café, o empregado respondia: “temos, com manga”. Portanto quem não gostava de manga, estava à partida excluído. Eu deixei de comer nesta fase.
Agora, para quem ainda não reparou, o último grito são os frutos silvestres. Só não há é consenso com o nome a utilizar nas embalagens… há quem lhe chame os frutos vermelhos, os frutos do bosque…. E a cor destes frutos também chegou à roupa, eu lá em casa descobri que tenho roupa cor de mirtilo. E o que é mirtilo? É um fruto silvestre, que mora no bosque e não é vermelho. Esclarecidos? Não? Mas diz que faz muito bem.

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Se o estudo diz, é porque é

“Estudo para a MTV diz que juventude vai até aos 34 anos"

"A Viacom Brand Solutions, unidade de publicidade da MTV Networks, elaborou um estudo que concluiu que a juventude corresponde às idades compreendidas entre os 16 e os 34 anos. Segundo o estudo, a imagem juvenil já não é património exclusivo dos jovens e que o significado e a definição tradicional de juventude mudou. Os resultados apontam para uma divisão da juventude em três grupos: o do descobrimento (16 a 19 anos), o da experimentação (20 a 24 anos) e a idade dourada (25 aos 34 anos), que corresponde aos jovens mais felizes, seguros de si e economicamente independentes.
O estudo contou com uma amostra de 25 mil pessoas, com idades entre os 16 e 46 anos, de 19 países.”

Momento histórico



O dia de hoje é histórico, por inúmeras razões que estamos fartos de ouvir na televisão: porque é o primeiro presidente afro-americano nos Estados Unidos (quando há umas décadas atrás, Obama não poderia sentar-se nos lugares da frente de um autocarro), pelos ideais que defende de uma América mais justa…
As expectativas estão muito elevadas, o mundo inteiro está muito atento.
Será que é desta que vou voltar a acreditar nos políticos? Eu queria.

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Quem sabe, sabe



E quem é o senhor? A resposta é John Butler.
Para ouvir de boca aberta.

domingo, 2 de novembro de 2008

Reunião

Reunião muito importante marcada às 21 horas, 21 amigos marcam presença.
Do lado esquerdo os amigos de infância e do lado direito, os amigos da faculdade.
Comida italiana à mistura com conversas mais ou menos picantes, novidades boas e menos boas, e muitas gargalhadas.
Um momento que ficou fotografado, filmado e memorizado.