sexta-feira, 27 de julho de 2012

Se estão a ler este post é porque se acabaram os posts que havia agendado para vos fazer companhia mais uns dias. Agora só há mais em Agosto.

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Eu e os estranhos – nas compras (mix)

Numa fila para pagar (estou eu e a Benedita) um senhor mete-se com a minha filha. Farta-se de fazer gracinhas e ela ri-se. O homem mete conversa e, num ápice fiquei a saber que a mulher dele é voluntária na união zoófila, que o senhor é ferrenho benfiquista, nos entretantos tenta hipnotizar a minha filha com o cartão de sócio do Benfica e por aí fora… E o senhor (que estava acompanhado por um casal amigo) era tão simpático, e tinha tanta piada, que acabei por lhe dizer que a Benedita é bisneta de um antigo presidente do Benfica. Vocês não imaginam o êxtase. Só lhe faltou pedir um autógrafo à minha filha! Foi muito cómico. À despedida desejou-nos as MAIORES felicidades, e com tanta convicção e sinceridade, acredito que vamos ser!


Noutra fila para pagar, uma senhora acompanhada por duas filhas pré-adolescentes elogia o meu meninO. Corrijo-a e digo que é normal a confusão porque os bebés nesta idade não têm traços muito definidos. A senhora arranja-me logo solução: “faltam-lhe as orelhas furadas!”.

Atenção, a Benedita é minha filha mas não é minha propriedade. As orelhas são dela e ela é que decide se quer furar as orelhas ou não.

quarta-feira, 25 de julho de 2012

E vergonha na cara, não?

Numa loja de roupa, a senhora que está à minha frente na fila pronta para pagar uma peça de roupa diz à senhora da caixa: “Vamos lá ver se tenho dinheiro no cartão, se tiver levo o casaco, senão tiver fica”.

A descontracção com que a senhora disse isto deixou-me boquiaberta. Que vergonha que eu teria se fosse pagar o que quer que seja e o cartão não desse por falta de dinheiro! De facto os portugueses não gostam de poupar, apanham-se com uns tostões na carteira e despacham tudo. Não pensam no futuro, não se preparam para o imprevisto. Uma tristeza…

terça-feira, 24 de julho de 2012

Coisas simpáticas de se dizer a uma ex-grávida…

“Tu [eu] com esse top parece que estás grávida outra vez”.

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Sobre o casório

Foi a primeira vez que fui a um casamento onde não estava nenhuma convidada vestida de branco. A noiva finalmente teve exclusividade!

Foi a primeira vez que fui a um casamento em que os noivos pediram para não se levar crianças. Eu tive que levar a Benedita porque ainda estou amamentar e liguei à noiva a explicar a minha questão logística.

A Benedita portou-se exemplarmente. A partir da hora do jantar adormeceu e só acordou em casa às 2 da manhã. Apesar da música da pista estar bem alta.

Todas as mulheres estavam vestidas com muito bom gosto. Se pudesse levava duas mãos cheias de modelitos para casa.

Foi muito bom estar entre amigos e curtir um pezinho de dança na pista.

sábado, 21 de julho de 2012

Com um pé nas férias

Hoje tenho um casório, domingo uma sardinhada e segunda vou com a trupe Tanaka para Tróia, uma semana depois rumo a Viana do Castelo e lá ficarei a curtir pelo menos 2 semanas.
Este blog vai de férias 3 semanas (pelo menos).

Faremos portanto uma pausa nos meus dilemas sobre a verdade, no tique nervoso que o meu dedo indicador tem que só dispara fotos, nos meus picanços com as velhotas do meu ginásio (by the way “a coisa” já está taco a taco…), nas cenas maradas que tenho com estranhos, nas sagas com os meus filhos, no F. e nos martinis e por ai fora… *Espero que tenham saudades minhas porque eu vou ter saudades vossas de certeza.

*Ironia pura. Até comigo eu gozo! É mais forte do que eu...

Relações duradouras 2

Ah! E não dar a outra pessoa por garantida.
Porque a aliança, os filhos, a antiguidade não são garantia de nada. Doa a quem doer.

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Os criativos da Martini são tão engraçaditos

No Optimus Alive o F. foi abordado por uma miúda que ainda “cheirava a Nestum”, segundo o próprio, que lhe pediu o número de telemóvel.

 Vamos por partes:

- O F. estava na companhia de uma amiga nossa (caso não se lembrem, eu não fui), que para quem não conhecia, poderia passar por namorada dele.

- A pita aproximou-se e tratou-o por “você” (castigo, que é para o cota do F. não achar que tem sempre ar de 20 anos).

- E pediu-lhe o número de telemóvel por causa de uma campanha da Martini que estava a decorrer no recinto do OA. Quem conseguisse o número de telefone de um desconhecido ganhava uma bebida e outros prémios.

- E sim, o F. deu o número de telemóvel.

- Se eu estivesse lá, tenho as minhas dúvidas que a dita adolescente se iria aproximar… Nunca saberemos… O que eu sei é que a marca Martini nunca mais entra nesta casa de certeza! Ever!


No dia seguinte à conversa com uma amiga, contei-lhe o sucedido, e ela disse “és mesmo ciumenta”. Conclui em voz alta “isso quer dizer que não te importavas que uma miúda se aproximasse do teu marido e lhe pedisse o número de telemóvel”.
Pausa do outro lado.
E depois afinal importava-se. Ah pois é!
I rest my case.

Super cama de viagem

Foi um dos presentes muito úteis que o Francisco recebeu.
A cama de viagem “asalvo baby” tem tudo, e quem a criou percebia das verdadeiras necessidades da criança e dos pais.

E o que é que esta cama tem?
Tem um muda fraldas com cinto de segurança, numa das extremidades da cama uma bolsa externa muito prática para pôr as fraldas e as toalhitas (e muito mais), na outra extremidade da cama um fecho que permite ter uma porta de entrada para a cama, para quando o bebé for mais crescido poder entrar e sair à vontade, tem duas rodas que permitem mudar a cama de sitio sem dificuldade ou barulho, e ainda uma capa para proteger do pó.
Tem tudo.

Se ainda não compraram a vossa cama de viagem, esta é perfeita. Testada e aprovada.

terça-feira, 17 de julho de 2012

O que se aprende na tv portuguesa 2

Em Portugal, há pais que põem os filhos de 3 meses em aulas de inglês.

segunda-feira, 16 de julho de 2012

domingo, 15 de julho de 2012

“Penico” – orgulho

Pois é… o rapazola lá de casa já vai à retrete, pede para fazer tudo e muito muito raramente faz o que quer que seja na fralda durante a sesta ou durante a noite.

Bem que os pediatras dizem que eles demoram uma semana a perceber a “mecânica” de ir à casa de banho, e eu achava que era um exagero…

E perguntam vocês, e qual é a recompensa que dás ao teu filho por este feito?
Ora… deixo-o carregar no botão do autoclismo e baixar a tampa da retrete! E ele fica todo contente!
Sou tão generosa…

sábado, 14 de julho de 2012

Facebook – Fenómenos que não se explicam

“Adoro” aquelas pessoas que põem like no próprio comentário.

Desde ontem que ando assim



O padrinho do meu filho convidou-me para sua madrinha de casamento.
Estou sem palavras... e cheia de dentes ;)

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Um amigo igual a nós

Fui parar a um blog que colocava a questão “ Gostaríamos de ter um amigo igual a nós próprios?”

Lá por casa fomos unânimes: ambos achamos que o outro não iria gostar de ter um amigo igual a si mesmo.

No caso do F. a minha teoria é muito simples, ele é muito despreocupado e preguiçoso para combinar o que quer que seja, e por essa razão o F. nunca teria um amigo como ele, porque “ninguém puxava por ninguém”. Aliás, nem se chegavam a conhecer porque estaria sempre cada um para seu lado.

O F. ,por seu lado, disse que eu não queria ter uma amiga como eu que diz tudo o que me vem à cabeça. E, no segundo seguinte contradisse-se, afirmou que na realidade eu ia precisar de uma pessoa igual a mim, para ter alguém para se rir das minhas piadas [secas].

Sinceramente, ainda não encontrei uma resposta a esta pergunta…

O que se aprende na tv portuguesa

Que existem no mercado bases para as pernas (!) para disfarçar as imperfeições como varizes e outras coisas que tais…

Vamos recapitular algumas das invenções que embelezam as mulheres: a cinta para encolher a barriga, o wonderbra para empinar e aumentar as maminhas, as calças e/ ou collants push-up para levantar/ arredondar o rabiosque e afinar as pernas, os saltos altos para nos fazer mais altas e esguias, a maquilhagem, as lentes de contacto para os olhos azuis ou verdes etc… etc…

Um homem vai para a cama com uma bomba e acorda com uma gorda desgrenhada. Por isso é que os meus antigos coleguinhas de escritório costumavam dizer que nada como fazer o “teste da areia”, que era mesma coisa que dizer, convidar o possível engate para a praia.

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Originalidade casa sempre bem com dinheiro

A mana do F. foi a um casamento, em que o presente dos noivos para os convidados foram as próprias cadeiras onde estiveram sentados durante todo o jantar. Particularidade? Todas tinham o nome e sobrenome gravado nas costas das cadeiras.
E só com o exemplo desta pequena lembraçinha podem imaginar o resto da boda…

quarta-feira, 11 de julho de 2012

I'm the kind of mother who already speaks in english near my son.

Modernices

Não sei se ouviram falar naquela notícia de dois senhores com 80 anos que sequestraram uma rapariga de 20, e a mantiveram em cativeiro em casa durante dois meses, sob coacção de arma branca e arma de fogo pronta a disparar (o detalhe!), para que a dita jovem lhes fizesse uns favorzitos sexuais…

Pequeno pormenor que estraga esta história digna de Hollywood:

A sequestrada e o sequestrador foram a um concerto do Tony Carreira durante o período de cativeiro.

Assim se vê as diferenças entre os sequestradores nórdicos e os latinos. O romance, o flirt, a arte do engate corre-nos nas veias.

terça-feira, 10 de julho de 2012

Era um relógio destes para a mesa do canto sff



Afilhado soma e segue

Na semana que passou, a tia e o afilhado ficaram a tomar conta do Francisco durante dois dias. Como eu estava a morrer de saudades da minha cria, pedi ao afilhado para me mandar uma foto do meu “mais velho” via telemóvel. E não só enviou a foto pedida, como ao longo do dia enviou mais duas. E no dia seguinte, por sua iniciativa, ligou-me para que eu pudesse ouvir o Francisco a dizer “Olá mãe!”.

O afilhado nem tem noção da quantidade de pontos que acumulou! A partir de agora pode pedir “este mundo e o outro” que eu dou.

Relações duradouras

Dizia a mulher do George Harrisson, o Beatle, que o segredo para uma relação duradoura é não se divorciar. Essa treta dos segredos e das fórmulas secretas é conversa de revista feminina… mas já que querem ir por ai… da minha experiência (8 anos de namoro e 5 anos a viver junto com a mesma pessoa) acho que para além de cada um ter que ceder (não há volta a dar) e saber fazê-lo nas alturas certas, o “truque” é quando se está chateado com alguma coisa é dizer. Guardar e acumular é a pior coisa. Depois um dia explodem, e ele provavelmente nem se tinha apercebido… Um clássico!
Comuniquem, comuniquem muito! E depois não digam que eu não avisei… O estilo infantil “estou chateada e vou amuar a um canto” quanto a mim não funciona de todo.

Depois, claro, existem outros extras que ajudam muito. Por exemplo? Ter uma sogra impecável que não se intromete, ter uma empregada uma vez por semana lá por casa que trata das tarefas que nenhum de nós gosta de fazer… Enfim, não existem fórmulas secretas, mas sem dúvida que alguns factores ajudam ou prejudicam…

segunda-feira, 9 de julho de 2012

Game On até 15 de Julho

Lembram-se do tetris, do pacman, do arkanoid?
Pois agora vão poder matar saudades destes jogos de computador (e muitos outros) no Museu de Arte Popular em Belém (ao lado do Padrão dos Descobrimentos) numa exposição retrospectiva da indústria e das máquinas de jogos desde os primórdios até aos dias de hoje, com o nome sugestivo "Game on".

Estão ao dispor mais de 120 jogos para experimentar e/ou matar saudades.

Olhos claros

Quando o Francisco ainda estava dentro da minha barriga, o ecografista (muito conhecido e conceituado) disse que o meu rapazola tinha olhos claros. Sempre que dizia isto a alguém, ninguém me levava a sério. Mas estava apenas a citar o meu médico. De facto o meu filho olhos claros não tem, são simplesmente castanhos.

Agora com a Benedita a história repete-se mas numa versão “outdoor”. A pediatra (muito conhecida e conceituada), na última consulta da minha filha, disse que ela vai ter olhos claros. Sinceramente, não é assunto que me interesse, mas acho que os médicos de vez em quando divertem-se a pregar-nos grandes tangas… Coitados, tem que se divertir com alguma coisa…

Não percebo mesmo esta fixação com os olhos claros. É que nós pais, nunca perguntamos nada… Daqui a uns meses falamos para vos dizer o resultado final.

domingo, 8 de julho de 2012

Volta neurónio, estás perdoado 2

Tive uma cena caricata com a tal nova mulher do pai cheio de filhos…. Dirigi-me à senhora como se fosse uma das possíveis professoras do Francisco, na altura pareceu-me parecida. Mas não era. Eu insistia, e ela a dizer que eu deveria estar a confundi-la, eu a dizer que se calhar não me estava a reconhecer porque já não estava grávida, e ela cada vez mais com uma cara do tipo “ esta senhora (eu) está mesmo baralhada”. O F. a fazer-me sinais para eu parar, porque estava a cometer uma gaffe com uma desconhecida…  E eu a ignorá-lo, porque tinha a certeza que a conhecia. E depois lá tive uma epifânia (mais uma) e lembrei-me de onde a conhecia, e ela com alguma dificuldade lá se lembrou de mim. Chegámos à conclusão que não nos víamos há 8 anos (!). O bebé a quem mudei as fraldas já é quase um homem feito. Medo!

Arraial do colégio

Fomos ao arraial do colégio onde o nosso filho vai começar a “estudar” em Setembro. E a achar que nos íamos sentir uns outsiders (porque o éramos) encontrámos os nossos antigos vizinhos da frente que se tinham separado (e continuam), encontrámos 2 amigas de uma amiga nossa, cujos filhos vão entrar para o colégio ao mesmo tempo que o Francisco, encontrei a mulher de um pai cheio de filhos, aos quais fiz babysitting…  E não conhecíamos ninguém… imaginem se conhecêssemos…

Este blog foi de férias de 3 dias que se estenderam por mais 6. Estou de vollta!