terça-feira, 30 de abril de 2013

Desabafo

É mais fácil encontrar uma agulha no palheiro, do que um padre que aceite um padrinho sem o crisma.
Santa paciência...

segunda-feira, 29 de abril de 2013

O poder do F. II


Os estranhos, aqueles que nunca vimos na vida, mesmo, e que se cruzam no nosso caminho por 3 segundos, estão a ver? Esses. Se a pessoa com que se cruzam for o F., vão desabafar com ele como se não houvesse amanhã, vão contar-lhe os seus segredos mais negros.
E, depois vão à sua vida.

domingo, 28 de abril de 2013

Às vezes esqueço-me que tenho um filho num colégio católico


Tinha acabado de dar banho ao Francisco, estava a vesti-lo, e assim do nada ele pergunta-me: “Ó mãe o pai está no céu?”. E, eu, completamente apanhada de surpresa respondi: “Credo, não, o pai está na casa de banho”.


terça-feira, 23 de abril de 2013

O poder do F.

Uma colega de trabalho do F. uma vez por semana, vem carregada nos transportes, com um sacão daqueles recicláveis do Pingo Doce, cheio de legumes da horta (tudo biológico e cheio de sabor) : couves, rúcula, rabanetes, nabiças, grelos, hortelã, coentros etc...etc... para lhe dar. Assim, só porque se dá muito bem com o F.

E exemplos destes, com outras pessoas, noutro tipo de situações, tenho à mão cheia.
Nada que me surpreenda.

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Baptizado do Francisco Vs Baptizado da Benedita

É que não tem nada a ver. Ora cá vai:

O baptizado do Francisco foi no Porto, na casa do pai e da tia, foi a tia que sugeriu a empresa de catering, foi a tia que se lembrou das decorações do Santo António para o jardim, foi a tia que sugeriu o bolo, foi a minha sogra que escolheu e ofereceu o fofo que o Francisco usou, foi a minha sogra que escolheu e ofereceu os santinhos, foi a tia do F. que falou com o Padre, tratou de marcar a data, a minha mãe bordou a toalha de baptismo, a madrinha ofereceu a vela.
Eu escolhi o menu, o que eu iria levar vestido e concordei com as outras sugestões. Correu tudo muito bem.

O baptizado da Benedita vai ser em Lisboa, na casa da madrinha, eu escolhi a empresa de catering, eu estou a pesquisar decorações, eu e o F. estamos a escolher os santinhos, eu escolhi o bolo, eu escolhi o vestido da Benedita, eu e o F. andamos a tentar arranjar igreja, a minha mãe está a acabar de bordar a toalha da neta, a madrinha vai oferecer a vela. Vou repetir um vestido.
E estou a adorar esta loucura de pesquisa, orçamentos etc, etc. A minha mãe diz que parece que estou a organizar o casamento da Benedita... Espero que corra tudo muito bem.

domingo, 21 de abril de 2013

Baptizado da Benedita

Já escolhi o vestido que a Benedita vai usar, já escolhi o bolo de baptizado, estou dividida entre dois tipos de santinhos, já temos o local para o lanche, já temos o catering mais ou menos pensado, já temos os padrinhos, já fizemos a lista de convidados,só nos falta o mais importante: a igreja!

Tentámos marcar na igreja matriz de Cascais mas as únicas datas disponíveis eram do género: domingo às 17h00 ou às 10h00 da manhã! Na segunda feira vou ver qual a data disponível noutra igreja que escolhi, uma assim mais mundana, menos conhecida, vamos lá ver se tenho sorte.

E estou nesta corrida contra o tempo, a tentar marcar o Baptizado em Maio, por causa do meu pai, porque nunca se sabe se piora...

sábado, 13 de abril de 2013

Rato de laboratório


E terminou o estudo que estava a participar com a Benedita para a Fundação Brazelton/ Gomes Pedro. Agora que a Beni fez 1 ano regressámos ao hospital para fazer os últimos testes e responder a uma batelada de questionários. E tal como já vos tinha dito algumas perguntas (poucas) não são para meninos… tipo “Já pensou em magoar o seu filho (não se referem a palmadas) ou “Já pensou em magoar-se a si própria”.
E quando acabei de responder à última pergunta pensei, missão cumprida!
Não… o médico que está a fazer estes testes se calhar poder fazer ainda mais uns testes aos 18 meses. A assistente perguntou se podia fazer uns testes à Beni aos 3 anos, quando entrar para a escola. E o estudo será dentro da própria escola.
Disse que à partida sim. Na altura logo se vê.

Nota: Estou em picos para receber as filmagens desde o 2º dia de vida da Benedita até agora. Assim como receber os resultados dos testes. As imagens da Benedita poderão vir a ser utilizadas noutros estudos, congressos e aulas.
Não damos autógrafos.

sexta-feira, 12 de abril de 2013

Abriu oficialmente a época das vergonhas

Que o Francisco está pior de dia para dia é um facto. Neste momento o meu filho de 3 anos é uma verdadeira bomba-relógio, nós nunca sabemos qual a próxima barbaridade que vai sair daquela boca...

A que abriu oficialmente a temporada aconteceu com a mãe de uma amiga, que se deslocou até ao nosso carro para ver a criançada, e o Francisco cumprimentou com o maior ar de deboche assim: "Olá cocó".

Silêncio. A mãe da amiga não achou piada, e compreendo perfeitamente, eu fiquei de todas as cores, apliquei sentença no momento (ficou sem gelatina ao jantar) e pedi desculpa. Não havia muito mais a fazer. A dita mãe disse que tinha "um igual lá em casa" e que já sabia como é que era...

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Um dia levo uma pêra (e não é rocha)

Às compras na praça local de Caminha, durante as férias da Páscoa, tinha à minha frente um grupo de turistas a comprar uma data de legumes a conta-gotas. Quando finalmente acabaram, um dos homens pagou e terminou agradecendo assim: "Grazie".

Aquele "grazie" caiu-me mal. E disse ao turista (sempre em inglês) que nós não eramos italianos, eramos portugueses, e que em Portugal diz-se "Obrigado". O homem foi completamente apanhado de surpresa, e pediu-me para repetir. Eu repeti. E agradeceu-me em inglês, meio atrapalhado.

Lindo, lindo teria sido se me tivesse agradecido em italiano. Só mesmo para gozar com a minha cara.

Nota do autor: Se há coisa que me tira do sério são turistas a agradecer-me em espanhol ou italiano, como se fosse a minha língua materna. Fico logo em ebulição, e desejo com todas as minhas forças que se percam, que não encontrem o local desejado. Se tudo correr bem estes turistas nórdicos ainda não saíram da praça...

terça-feira, 9 de abril de 2013

Não estou preparada para ver os meus pais envelhecer

O melhor amigo do meu pai prometeu há uns tempos atrás que assim que o meu pai ficasse bom dos problemas de visão que o atormentam desde Outubro de 2012, que iria a pé até Fátima.
Digamos que o amigo do meu pai nunca irá a pé até Fátima.

Depois de um longo e doloroso processo de operações, lasers, consultas, segundas opiniões e terceiras opiniões. É unânime que o meu pai nunca mais vai ver como uma pessoa normal, que a visão de um dos olhos está completamente comprometida (não vai evoluir) e a outra sabe Deus.

quinta-feira, 4 de abril de 2013

Sim, eu sei que sou torta

Sabem quando entram numa loja, e os empregados não são educados nem simpáticos? E para ajudar à festa ainda vos perseguem pela loja toda para ver se não estragam nada ou não desarrumam nada?

Foi o que aconteceu na André Ópticas, na Avenida da Liberdade. E o que é que eu fiz? Toca de experimentar os óculos que me apetecia, de preferência os de 500 euros para cima.

Estava acompanhada com uma amiga que ainda me ia fotografando com o telemóvel, quando tinha os óculos de sol que mais gostava, para que o F. pudesse opinar sentadinho no conforto do lar.

Sim, comprei uns óculos de sol, mas com a única empregada atenciosa que me tinha atendido na mesma loja, mas no dia anterior. E sim, pedi desconto. E tive 15%.



quarta-feira, 3 de abril de 2013

Sms entre amigas

Amiga: "Olha tu não és mto de ir a Fátima a pé pois não?"
Eu: " E. eu não sou católica mas gosto de andar a pé."

E acham que a amiga desistiu? Nada. Não se deixou intimidar pela minha graçola. Muitos mais sms se seguiram e conversa in loco.

terça-feira, 2 de abril de 2013

Férias da Páscoa

Este blog foi de férias da Páscoa no dia 26 de Março e regressou hoje com uma grande ressaca. Lá fui eu para Viana do Castelo, muita chuva, muito petisco, boa companhia, passeios de bicicleta com o Francisco (leia-se ele na bicicleta e eu a correr ao lado dele), a caça aos ovos de chocolate no jardim (que mais parece um matagal) e algum descanso (pouco) porque com 3 crianças e 3 cães há sempre alguma criatura que está a fazer asneira!