sexta-feira, 28 de julho de 2017

Mega gafe

Quando uma pessoa muito querida, que é super cuidadosa, que é espectacular (fazia uma composição só a tecer elogios) comete uma mega gafe (e não se apercebe de todo, e provavelmente nem nunca se vai aperceber), tento ajudar e mudar a conversa o mais rápido possível.
Foi bastante constrangedor. A pessoa visada nem pestanejou mas foi péssimo.
Depois desta cena que presenciei ao vivo e a cores, chego à brilhante conclusão que só não comete gafes quem não abre a boca.

O ideal mesmo é respirar só pelas narinas.

Sem comentários: